Deixem eles…

Indo ao trabalho, depois de um ônibus cheio, peguei o metrô não tão menos cheio, na verdade mais cheio ainda.

Lá dentro, ao meio de rostos sérios, pessoas caladas, algumas “mal” acordadas, outras ansiosas por chegar ou preocupadas para não atrasar…

No meio disso tudo, uma voz toma conta do vagão, ou melhor, uma gargalhada:

– ahahahahahah

Era uma criança, que soltou uma ALTA gargalhada e começou a falar alto, começou a brincar.

A minha reação foi um sorriso singelo e interiormente pensei:

– que legal! Que alegria espontânea, como é bom essa alegria.

Quando estava chegando na estação de metrô que desceríamos, a mãe e a criança também iriam descer lá. A voz no metrô informou a próxima estação, e a menininha:

– aeeeeeeee! Ela comemorou, começou a dançar, porque iria chegar a estação que desceriam. Sua mãe, disse pra ficar quieta e pra parar.

Eu, mais uma vez, com sorriso contido, pensei:

– DEIXEM ELES…

Deixem os pequeninos se alegrarem…
Deixem eles serem espontâneos…
Não os reprima como nós, que crescemos, fazemos…
Deixe ela dançar e se alegrar porque chegou a estação…
Ou deixe ela cantar e dar gargalhadas…
Deixe ela ter alegria porque ela têm…

Não ponha sobre os pequeninos os formatos que adquirimos
Os rostos sérios e mal encarados…
As preocupações e ansiedades, desanimados.

DEIXEM ELES…
Deixem os pequeninos se alegrarem!

e DEIXE-SE experimentar a alegria das coisas simples do dia a dia !!!

um abraço

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s