Para Navegar em um Ano Novo

1) Primeiro, não são as patentes ou os semblantes marcados por rigidez e intimidação que devem pré afirmar a atitude e a disposição de benevolência de uma pessoa. Não achemos que alguém é algo, não andemos e tomemos decisões baseadas em interpretações aparentes de pessoas e situações; não temamos ninguém pelo o que parece ser; tratemos todos com respeito e esperemos de todos ajuda, se precisarmos, porque até os soldados de reis e impérios, agiram com bondade na história com um de seus prisioneiros. “… um centurião chamado Júlio, que pertencia ao Regimento Imperial … No dia seguinte, ancoramos em Sidom; e Júlio, num gesto de bondade para com Paulo, permitiu-lhe que fosse ao encontro dos seus amigos, para que estes suprissem as suas necessidades. ” (Atos 27:1-3)

2) Provavelmente, algumas das rotas que traçou em um começo de um ano, não irão se efetivar. Você terá que lidar com ventos contrários e ajustar as velas, os passos, o coração, a mente e lidar com a frustração e outros males invisíveis da alma. Mas quero lhe dizer que não precisa ser exatamente como imagina. Importante é que Deus permita que você chegue em bons lugares. Mesmo que eles não sejam exatamente o que esperava… Mas que seja os lugares que Deus assina em baixo e te diz… você chegou em um bom lugar. “Não sendo possível prosseguir em nossa rota, devido aos ventos contrários, navegamos ao sul de Creta, defronte a Salmona. Costeamos a ilha com dificuldade e chegamos a um lugar chamado Bons Portos…” (Atos 27:7-8)

3) Nas jornadas anuárias, é importante ouvirmos autoridades em nossas vidas. Pessoas que não duvidamos que nos amam. Digo amor, o doador, como o de Jesus, como o de mãe… não apenas pessoas que se apaixonam por nós. Há de se dar ouvidos a Homens e Mulheres que dirão palavras de Deus, nos orientando e nos alertando, que estejamos atentos e sensíveis a dar ouvidos e perguntar a Deus o que é o melhor a se fazer.Decidir sair de lugares bons que sabemos que Deus nos conduziu, só se for pra ir mesmo… Deve ser baseado em um rumo certo, claro, uma direção que sem dúvidas você sabe que Deus também se agrada disto e tá contigo. Não seja ansioso ou precipitado em suas decisões. ”Senhores, vejo que a nossa viagem será desastrosa e acarretará grande prejuízo para o navio, para a carga e também para as nossas vidas”. (Atos 27:10-11)

4) Por isso que não podemos viver apenas pelo o que sentimos (no momento) ou pelo que vemos (e achamos que é bom). Como nuvens rapidamente encobrem o sol, e surge uma tempestade, assim é o tempo que há de vir e não temos nenhum domínio sobre ele. Pense 3 vezes antes de se empolgar porque tudo parece “calmo” e você ache que isto  é um sinal que você tá “certo”. “Começando a soprar suavemente o vento sul, eles pensaram que haviam obtido o que desejavam; por isso levantaram âncoras e foram navegando ao longo da costa de Creta. Pouco tempo depois, desencadeou-se da ilha um vento muito forte, chamado Nordeste. O navio foi arrastado pela tempestade, sem poder resistir ao vento; assim, cessamos as manobras e ficamos à deriva. ” (Atos 27:13-15)

5) Assumimos os riscos e colhemos nossas decisões. Outras colheitas, inevitáveis (talvez) também teremos que colher mesmo sem ter semeado. Esta é a pior parte do rio que navegaremos durante um ano – a tristeza, as noites densas, a sensação de estar só ( mas não está), o desânimo… e daí para o pavor total. Nestes dias é bom saber, a história não acaba aqui, houve fatos que já aconteceram bons e difíceis… e amanhã será um novo dia que permitirá algo novo acontecer…. e se Deus quiser agir, quando eu aprender, e sem me tirar a lição… novas manhã vão nascer. “Não aparecendo nem sol nem estrelas por muitos dias, e continuando a abater-se sobre nós grande tempestade, finalmente perdemos toda a esperança de salvamento.” (Atos 27:20)

6) Como havia dito, não estamos sós. E mesmo que tenhamos abandonado a Deus, Ele não nos abandonou. Ele voltará e agirá novamente com bondade. É isso que Ele gosta de fazer. Ser bom e amar. Te amar. Te ajudar. Ele só não vai te obrigar a acreditar, confiar e crer nEle. Homens que confiam e creem nEle, estão por aí, estão no barco contigo, navegando próximo a você, e se você não ouvir a Deus, ouça (seja humilde para ouvir e estar disposto a acreditar) os que estão dizendo que ouviram Ele falar. ”Os senhores deviam ter aceitado o meu conselho de não partir de Creta, pois assim teriam evitado este dano e prejuízo. Mas agora recomendo-lhes que tenham coragem, pois nenhum de vocês perderá a vida; apenas o navio será destruído. Pois ontem à noite apareceu-me um anjo do Deus a quem pertenço e a quem adoro, dizendo-me: ‘Paulo, não tenha medo. É preciso que você compareça perante César; Deus, por sua graça, deu-lhe as vidas de todos os que estão navegando com você’. (Atos 27:21-24)

7) Deu age, mas não é mágico. Ele nos permite aprender e a crescer, a mudar, com todas as situações e falhas que vivemos/temos. Hà espera e tempo, mesmo depois de ouvirmos a voz dEle dizendo que as coisas darão certo. Aliás, é no tempo de Deus. Precisamos crer no que Ele disse para nós. “Na décima quarta noite, ainda estávamos sendo levados de um lado para outro no mar Adriático, quando, por volta da meia-noite, os marinheiros imaginaram que estávamos próximos da terra”. (Atos 27:27)

8) Podemos ser encorajadores e profetas contemporâneos e do presente, da necessidade da atualidade. Que exemplo de Paulo. Ainda em tempos difíceis, de tremendo cansaço, fraqueza física/mental, podemos nos engajar pelo próximo, animando e motivando…  e mostrando gratidão a Deus (sincera viu7… porque Paulo disse com sinceridade obrigado a Deus). “Agora eu os aconselho a comerem algo, pois só assim poderão sobreviver. Nenhum de vocês perderá um fio de cabelo sequer. Tendo dito isso, tomou pão e deu graças a Deus diante de todos. Então o partiu e começou a comer. Todos se reanimaram e também comeram algo. “(Atos 27:34-36)

9) Tá certo que não há uma regra sem exceção… mas é bonito de ver pessoas boas também receberem bondade e ajuda. É EMOCIONANTE… CENAS QUE TODOS SE LEVANTAM, SE ALEGRAM E APLAUDEM JUNTO COM ELA. NESSES CASOS HÁ LÁGRIMAS MAS ELAS SÃO DE ALEGRIA. Por causa de um homem, muitos podem ser salvos. Por causa de alguém que age com bondade em sua vida, outras pessoas, sob a sombra desta que age bem, provam de suas bonanças recebidas em vida. “Mas o centurião queria poupar a vida de Paulo e os impediu de executar o plano. Então ordenou aos que sabiam nadar que se lançassem primeiro ao mar em direção à terra. Os outros teriam que salvar-se em tábuas ou em pedaços do navio. Dessa forma, todos chegaram a salvo em terra.” (Atos 27:43-44)

Notas:

Texto postado inicialmente no Poesia dos Peregrinos.

Texto escrito no primeiro devocional (Atos 27) realizado em 2013. (dia 01 de janeiro) Gloria a Deus pelas notas e lembretes. Entendamos o que Ele quer nos antecipar e nos preparar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s