Não estamos sozinhos

Tal, Natã e Armoth se posicionaram do lado de fora, vendo-o partir.

– Está se espalhando – disse Natã. – Primeiro na escola, agora na igreja. Eles se atracam a toda hora.

Tal pendeu para trás e reclinou-se contra o prédio da escola.

– Destruidor! Se não houver mudança de direção, os santos aqui não terão uma escola para defender.

– E nós não teremos o amparo da oração para sermos bem-sucedidos

 

Mas e os espíritos responsáveis por isso ?- Armoth quis saber. – Com certeza, podemos exterminá-los!

NÃO – disse Tal, parecendo bastante zangado e frustrado. – Eles têm o direito de estar lá. Foram convidados. Os santos se entregaram à briga e enquanto não se quebrantarem, enquanto não se arrependerem, esse câncer de maneira nenhuma diminuirá a velocidade com que se espalha.

– E então. o que acontecerá agora ? – perguntou Natã.

– Mota e Signa trabalham para encontrar uma brecha nas fileiras do inimigo, algum ponto fraco no plano de Destruidor que possamos expor a fim de que os santos o vejam. Enquanto isso, tudo o que podemos fazer é manter o núcleo orando, lutando. O senhor se moverá segundo os seus propósitos. “

 

Nota:

Esta é uma passagem da conversa entre os anjos: Tal, Armoth, Natã, Sgina e Mota; no livro “Este Mundo Tenebroso II – Frank Peretti, pg 211″. Uma excelente leitura que a todo momento nos leva a pensar a realidade espiritual, dos anjos de Deus e dos espíritos/anjos maus que se rebelaram nos céus contra Deus (demônios) mas estão tentando destruir os belos e bons propósitos de Deus em nossas vidas.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s