Momentos Incríveis

fotos tds oficial 2a

Existem alguns momentos inacreditáveis
Que de tão belos nos calam
E de tão magníficos
Nos deixam sem reação

Ao vivencia-lo sabemos que está maravilhoso
Mas depois que terminam
ele parece interminável

Vivo na memória
Queremos voltar no tempo para aquele lugar
E reviver tudo de novo
E querer ficar ali
E somente ali

A saudade do que vivemos é enorme
E o desejo de viver novamente
EMPOLGANTE e quase que insaciável

Penso que quando Deus, Moisés e Elias falaram com Jesus no monte
E Pedro viu
E ouviu
E ficou perplexo
Sem palavras
Quando disse algo, de tão “grogue”, falou “bobagem”
Ficar ali… imagina ?
habitar em tendas ali…

Não podemos eternizar instantes assim
Mas levá-los no coração e na mente
Deixar sentir saudade até faz bem
Até te faz sorrir de novo

Acho que vivemos isso
Fomos envolvidos por Deus
E corremos alegres
E sorrimos
E brincamos
E ouvindo Jesus falar conosco choramos
E reafirmamos o que cremos

Imersos em sua presença
Em sua nuvem
Sabíamos que era especial
Mas SOMENTE ao final
E no dia seguinte sentimos falta
E como Pedro… falamos a mesma “bobagem”
poderíamos ficar ali

Mas não…
Quando Pedro pergunta a Jesus porque não ficar ali
Deus Pai os envolve e diz para ouvirmos a Jesus
E Jesus não fala com palavras
Mas desce o monte…

Precisamos descer o monte
Nâo é que Ele nos abandonará
Mas há um caminho a ser percorrido
pra Ele e pra glória do nome de Jesus

Não conseguimos programar a glória da presença de Deus
Mas podemos nos mover e buscá-Lo para isso
Não sabemos quando acontecerá
Sempre esperamos
Mas sempre duvidamos que será tão grande assim
E tão especial

E ainda mais quando a presença de Deus é sutil
Ela penetra corações mas sem estardalhaços
Impacta e causa emoções
Mas sem gestos muito alto

Então vendo Ele agir é como a resposta que está conosco
Que tudo isto agrada e muito Ele
E que Ele nos conduzirá porque estamos no centro de sua vontade.

Que a chama não se apague em seu coração
Que a graça não deixe de escorrer entre seus lábios
Mas que haja riso, alegria e oração
E que tenha coragem, que trabalhe e sirva no Reino dEle

Que a chama de Deus cresça em Ti

Mais forte e firme
E Aqueça muitos corações frios, duros e desanimados
Incendeie comunidades e famílias
Arredores…
Que a chama da presença de Deus em sua vida se propague…

Nota

Postado inicialmente no Poesia Dos Peregrinos, este texto é dedicado aos jovens e adolescentes da Igreja Evangélica Livre da Região Sudeste, após o acampamento realizado de 03 a 05 de Maio de 2013, em Arujá (acampamento jovens da verdade). Vivemos tempos incríveis de Deus e pelo que tenho visto, ouvido e sentido está transcrito aí.

Contextualizei com a última pregação que tivemos neste acamp, em Lucas 9:22, quando Jesus está em um monte orando e Deus, Elias e Moisés falam com Ele. Pedro e Tiago vendo isto ficam maravilhados e imagino que vivem algo tão grandioso da presença de Deus que sentem o que está escrito acima.

Fica um video de uma ministração teatral que elucida a chama como a presença de Deus em nós.
Para ver o video – Clique Aqui

Obrigado Deus e a todos que compartilharam deste tempo com Ele.

Anúncios

Da criação ao Criador

Há um bom tempo, talvez 4/5 anos atrás, eu lia pela manhã a história de Jesus no momento que o seu rosto resplandeceu quando subiu a um monte para orar e o brilho forte foi associado a intensa luz do sol. Desde então, ao ver o brilho forte do sol pela manhã, no nascer do dia e no término, eu me lembro de Jesus.

Além disso, é muito curioso porque há alguns momentos, que começo a falar com Deus, seja tomando banho por exemplo e, de repente, o brilho da luz do sol fica mais forte pela janela do banheiro.

E instantaneamente me lembro de Jesus… as vezes é como se Ele me dissesse, estou por aqui. Outras vezes, triste, abatido, há tempos sem parar para falar com Deus, ou em outros momentos que não o da oração, o brilho se reforça na minha frente, diante dos meus olhos e me lembro de Deus. É como se Deus usasse isto para eu lembrar dEle. Do brilho do sol, de algo que Ele criou belamente e extraordinariamente.

Já ouvi dizer que o sol e a lua poderiam ser arestas no céu onde Deus pode nos ver.

” … Sua face era como o sol quando brilha em todo o seu fulgor.” (Apocalipse 1:16)

Paulo, conforme relato de Atos dos apóstolos, também presenciou um momento em que Jesus é visto com um ENORME BRILHO…. UMA LUZ MUITO FORTE… “Em sua viagem, quando se aproximava de Damasco, de repente brilhou ao seu redor uma luz vinda do céu. Ele caiu por terra e ouviu uma voz que lhe dizia: “Saulo, Saulo, por que você me persegue? ” Saulo perguntou: “Quem és tu, Senhor? ” Ele respondeu: “Eu sou Jesus, a quem você persegue. (Atos 9:3-5)

Recentemente, tive a MARAVILHOSA oportunidade de conhecer umas das 7 maravilhas ao qual o Homem atribuiu como sendo as maiores do mundo. Visitei FOZ DO IGUAÇU e é incrível. Ver das quedas intensas e grandes, ouvir o FORTE som das ÁGUAS.

… automaticamente também me faz lembrar de Deus. ” Seus pés eram como o bronze numa fornalha ardente e sua voz como o som de muitas águas.” (Apocalipse 1:15)

Associo na GRANDIOSIDADE E POTENCIA que traz O SOM DE MUITAS ÁGUAS ao Criador que assim fez e participou na criação desta maravilha. Como não ver coisas assim tão belas criadas por Deus e não se admirar e se impressionar. Ainda que me digam que tenha sofrido alterações ao longo da história para chegar até a forma atual, ainda assim, o som de muitas águas, o jeito que caem, a terra, o céu e o sol, foram feitos por Ele. No Éden certamente haviam MARAVILHAS tão INCRÍVEIS ou MAIS AINDA que estas que temos hoje pelo mundo.

Houve um momento muito especial desta viagem. No dia que estava visitando as Cataratas do lado do Brasil, quando terminei de ver as quedas, era a minha primeira visita às quedas em toda a minha vida e eu estava muito impressionado com tudo aquilo. Então, após almoço me debrucei em frente ao rio onde resultava as quedas e fiz questão de orar (falar com Deus) ali. Naturalmente, pensei… em cantar e louvar a Deus… Me lembrei de uma canção que já muito me marcou “consagração” interpretada pela Aline Barros. Então cantei: (percebi cantando que fazia total sentido com o momento)

“Ao Rei dos reis consagro tudo o que sou
De gratos louvores transborda o meu coração
A minha vida eu entrego nas tuas mãos meu Senhor
Pra te exaltar com todo meu amor
Eu te louvarei conforme a tua justiça
E cantarei louvores pois tu és altíssimo

Celebrarei a ti ó Deus com meu viver
Cantarei e contarei as tuas obras
Pois por tuas mãos foram criados
Terra céu e mar e todo ser que neles há
Toda a Terra celebra a ti, com cânticos de júbilo
Pois tu és o Deus criador”

Percebi que havia sentido de ter lembrado desta canção, pois se refere da criação de Deus e isso nos faz louvá-Lo como Criador e que está acima das coisas criadas. Foi um tempo bom ali. Apesar de cansado após a caminhada e calor do dia.

Em romanos, lemos que: ” pois o que de Deus se pode conhecer é manifesto entre eles, porque Deus lhes manifestou. Pois desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido vistos claramente, sendo compreendidos por meio das coisas criadas…” (1:19)

Por lá conheci um casal que residia no Rio de Janeiro e comentaram que as quedas não eram do diabo não… (isto porque são conhecidas como garganta do diabo por exemplo) e completei dizendo que até nisto ele (diabo) quer se apossar daquilo que Deus fez. Mas “Os céus declaram a glória de Deus; o firmamento proclama a obra das suas mãos. Um dia fala disso a outro dia; uma noite o revela a outra noite. Sem discurso nem palavras, não se ouve a sua voz. Mas a sua voz ressoa por toda a terra, e as suas palavras, até os confins do mundo. Nos céus ele armou uma tenda para o sol, que é como um noivo que sai de seu aposento, e se lança em sua carreira com a alegria de um herói. Sai de uma extremidade dos céus e faz o seu trajeto até a outra; nada escapa ao seu calor.” (Salmos 19:1-6)

Há uma canção interpretada por Ton Carfi, Novo Tom, não sei o autor, acredito que é uma canção cantada muito nas igrejas adventistas, que diz assim:

” No mundo ainda existem belezas que alegram a vida e nos fazem sonhar.

Recantos felizes da natureza, onde qualquer ser humano gostaria de estar.
Mas de todos os lugares o mais bonito e inspirador
É onde fico em oração junto aos pés do Salvador

O melhor lugar do mundo é aos pés do salvador,
É ali onde a esperança traz alívio ao sofredor.
É ali onde eu me encontro com a fonte do amor.
O melhor lugar do mundo é aos pés do Salvador!” (o melhor lugar do mundo)

Termino com o entendimento que a canção traz e afirmando que vi um lugar muito bonito, tive a oportunidade e prazer de poder ir, descansar e aproveitar todas as experiências vividas ali. Mas reconheço que mesmo ali as pessoas viam a beleza criada mas não viam o brilho do CRIADOR. E, por isso, concordo com a canção que o melhor lugar do mundo é perto de Jesus, próximo as mãos que esculpiram tudo que pode se formar em belas paisagens e maravilhas…

Termino com gratidão e reverência diante de tão grandiosidade que é a de Deus, tão grande quanto seu amor por nós, tão grande quanto Jesus és…

Obrigado Jesus

Entrevista com rei Jeosafá

A segunda entrevista nos adianta um par de séculos na história.
Aqui encontramos o rei Jeosafá numa entrevista de pós-guerra com a “Crônica de Jerusalém” (CJ), no campo de batalha de Sis.

CJ: Felicitações, Rei.
JEOSAFÁ: Por quê?
CJ: Acaba de derrotar a três exércitos ao mesmo tempo.
Derrotou os moabitas, os amonitas e os do monte de Seir.
JEOSAFÁ: Aí, eu não fiz isso.
CJ: Não seja tão modesto. Diga-nos o que pensa a respeito destes exércitos.
JEOSAFÁ: Gente grande. Fortes guerreiros. Malvados como serpentes.
CJ: Que sentiu ao saber que se aproximavam?
JEOSAFÁ: Tive medo.
CJ: Porém o controlou com bastante calma. Essa sessão de estratégia com seus generais deve ter dado resultado…

JEOSAFÁ: Não tivemos sessão nenhuma.
CJ: Não tiveram uma reunião nem uma estratégia?
JEOSAFÁ: Nenhuma das duas.
CJ: O que você fez?
JEOSAFÁ: Perguntei a Deus o que fazer.
CJ: E o que Ele disse?
JEOSAFÁ: A princípio nada, então fiz que algumas pessoas falassem junto comigo.
CJ: Seu gabinete realizou uma sessão de oração?
JEOSAFÁ: Não, minha nação jejuou.
CJ: Toda a nação?
JEOSAFÁ: Pelo que sei, todos exceto você.
CJ: Eeehhh… Bom, o que você disse a Deus?

JEOSAFÁ: Bom, dissemos a Ele que era o Rei e que aceitávamos qualquer coisa que desejasse fazer, mas que, senão se incomodava, gostaríamos de receber Sua ajuda pararesolver um grande problema.

CJ: E nesse momento foi que realizaram sua sessão de estratégia.
JEOSAFÁ: Não.
CJ: O que fizeram?
JEOSAFÁ: Ficamos de pé diante de Deus.
CJ: Quem?
JEOSAFÁ: Todos nós. Os homens. As mulheres. Os bebês.Todos ficamos de pé e esperamos.

CJ: E, entretanto, o inimigo fazia o que?
JEOSAFÁ: Aproximava-se.
CJ: Foi nesse momento que animou o povo?
JEOSAFÁ: Quem lhe disse que eu animei o povo?
CJ: Bom, simplesmente supus…
JEOSAFÁ: Em nenhum momento eu falei nada para meu povo. Só me mantive atento. Depois de um tempo, um jovem de nome Jaaziel alçou
a voz e disse que o Senhor havia falado para que não desanimássemos nem temêssemos, porque a batalha não era nossa, mas sim dEle.

CJ: Como soube que falava de parte de Deus?
JEOSAFÁ: Quando alguém passa tanto tempo como eu falandocom Deus, aprende a reconhecer sua voz.
CJ: Incrível.
JEOSAFÁ: Não, sobrenatural.
CJ: Então atacaram?
JEOSAFÁ: Não, Jaaziel disse: “Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão; pois a peleja não é
vossa, mas de Deus”.(2 Cr 20:15, ACF).

CJ: Em alguma parte já ouvi isso.
JEOSAFÁ: É de Moisés.
CJ: Então atacaram?

JEOSAFÁ: Não, então cantamos.
Quer dizer, alguns cantaram. Não sou muito afinado, assim que inclinei meu rosto e orei. Deixei que os outros cantassem. Temos um
grupo, os levitas,que verdadeiramente sabem cantar.

CJ: Um momento. Sabendo que o exército se aproximava…cantaram?
JEOSAFÁ: Algumas canções. Depois eu disse ao povo que fosse forte e tivesse fé em Deus e depois marchamos ao campo de batalha.
CJ: E você dirigiu o exército?

JEOSAFÁ: Não, colocamos os cantores na frente. E enquanto marchávamos, eles cantavam. E enquanto cantávamos, Deus colocava armadilhas.

E quando chegamos ao campo de batalha, o inimigo estava morto. Isso foi há três dias. Levamos todo essetempo para limpar a área. Hoje voltamos para levar a cabo outra reunião de adoração. Venha aqui, quero que ouça como cantam estes levitas. Aposto dez siclos que não pode permanecer sentado cinco minutos…
CJ: Espere. Não posso escrever essa história. É demasiado estranha. Quem vai acreditar?

JEOSAFÁ: Simplesmente escreva. Os que tenham problemas que podem resolver por conta própria rirão.
E os que tenham problemas que só podem ser resolvidos com a ajuda de Deus, orarão.
Deixe que eles decidam. Vamos, a banda está afinando os instrumentos. Não vai querer perder a primeira canção.

O que você acha então?
Que faz Deus quando nos encontramos em dificuldades?
Se Moisés e Jeosafá nos servem de ilustração, essa pergunta pode ser respondida com uma palavra: peleja.
Ele peleja por nós.
Entra no ringue, nos manda para o nosso
canto e se ocupa: “O SENHOR pelejará por vós, e vós vos calareis”
(Êx 14:14, ACF).

A Ele compete pelejar. A nós compete confiar.

Só confiar.
Não dirigir.
Não questionar.
Não arrebatar-lhe
a direção do carro.
Nos compete orar e esperar.
Não é preciso nada mais.
Não é necessário nada mais.

“Só Ele é a minha rocha e a minha salvação; é a minha defesa; não serei abalado”
(Sl 62:6, ACF).

Nota:
Este trecho pertence ao livro do Max Lucado, grande escritor inspirado por Deus pra transmitir palavras como estas. O livro é “quando Deus sussura seu nome” – pg 108/109

no 26º episódio da minha vida

Já são 26 temporadas da minha vida
Esse é o melhor seriado que eu vivo
o único – a minha vida.

Na 26ª quero compartilhar um desejo:
– Que o meu coração não perca a dedicação para o Senhor.
Porque assim aconteceu com salomão,
ele não perdeu o talento – sabedoria, que Deus lhe havia dado.
Mas ele deixou de se dedicar ao seu Deus, Senhor e Salvador.
Deixou de se dedicar de todo o coração ao Senhor.

O seu pai, Davi, foi um exemplo.
Diz as escrituras que “Davi cumpriu os propósitos de Deus em sua geração”.
Davi teve a hombreza de trazer a existência a eternidade por meio do seu tempo de vida (geração).

Que ao longo dos anos, que eu continue me dedicando ao Senhor.
Que ao passar dos dias, vivendo e provando mais do amor de Jesus, eu me derrame…
Que eu me lance em direção a quem eu posso confiar sem reservas…
sem receio em frustra-me ou me magoar.

E, me limpa Senhor.
Mostra-me outra vez as canções que embalam seu coração
Que chamam sua atenção em ouvir verdades
autenticidade
pedido e clamores
O Senhor sabe que somos pó…

Nota:
No dia 15 de abril fiz aniversário novamente.
Deixo estas palavras… Acho que tem outras a dizer.
Mas explicarei melhor sobre a dedicação ao Senhor nos próximos post’s.
Obrigado a todos… por cada gesto, brincadeira, e apoio.
Obrigado Deus Pai, Jesus e Espírito Santo.

– 1 Reis 11:4: À medida que Salomão foi envelhecendo … o seu coração já não era totalmente dedicado ao Senhor, o seu Deus, como fora o coração do seu pai Davi.

– Atos 13:36:“Tendo, pois, Davi servido ao propósito de Deus em sua geração, adormeceu, foi sepultado com os seus antepassados e seu corpo se decompôs.

O que podemos fazer diante das trágedias…

Fiquei distante das notícias televisivas quinta e sexta-feira. Não por medo, mas pela rotina.

No almoço de quinta-feira, me perguntaram: “você ficou sabendo o que aconteceu no Rio?” – respondi que não. Então, passando em frente a um colégio em uma travessa da AV. Paulista, ele me contou que crianças tinham sido mortas, dentro da escola… (como aquelas que víamos em nossa volta na calçada).

Minha resposta: “muito forte tudo isso. Só de ouvi falar emociona. Me segurei na hora, na rua, na rotina, nas tarefas “profissionais”…. ”

Ontem, sexta-feira, a noite, pude ver outras reportagens, vi os videos das câmeras da escola e de um video amador.
Não contive as lágrimas…

Tem situações ou melhor, diante das tragédias, melhor é pouco falar se for só por falar.

Vi um video que melhor expressa o que devemos fazer diante das barbaridades na vida.

(fonte: via Diante de Deus)

nos ajoelharmos diante de Deus e, por meio de Jesus,
pedir perdão pelo abandono do Homem a vontade e a palavra de Deus – pedir Misericórdia.
(uma parte do que podemos fazer, porque ainda faltam atos como abraçar, consolar, ser apoio, orar por eles, dar ânimo aos envolvidos… mostrar e não deixar só)

O que li na net que vale a pena compartilhar:

1)

” Ao som de louvores evangélicos, foi enterrado no final da manhã desta sexta-feira (8) o corpo da adolescente Larissa Santos Atanásio, de 13 anos, no cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, na zona oeste do Rio de Janeiro. Ela é uma das vitimas do atirador Wellington Oliveira, que ontem invadiu a Escola Municipal Tasso de Oliveira, em Realengo, também na zona oeste e atirou contra os alunos.

Durante o sepultamento, o clima foi de muita tristeza e consternação.

O irmão mais velho de Larissa, Felipe Atanásio, fez uma oração levando os familiares e amigos às lágrimas. “Assim que a minha irmã foi batizada ela virou uma militar. Não do Exército, da Aeronáutica e da Marinha e sim de Cristo. Agora ela vai para as fileiras celestiais e vai subir de patente”, disse o jovem, que frequenta, assim como a família, uma igreja presbiteriana. “ (via @Pavablog )

2)


Menino evangélico foi o único a ser poupado por atirador em RealengoMateus Moraes conta que pediu a Deus e teve clemência do atirador

” Mateus Moraes, 13 anos, foi talvez o único aluno que teve a clemência do atirador Wellington Menezes, na Escola Municipal Tasso Vieira, em Realengo. Enquanto o criminoso disparava, frio e impassível contra seus colegas, Mateus orava perto do quadro negro, sem ser incomodado, na sala 1801, no primeiro andar do prédio da escola.

Eu estava em pé e era um dos mais nervosos. Pedi para ele não me matar, e ele disse: ‘Fica tranqüilo que não vou te matar.’ E não atirou em mim”, contou o menino. ” (via @pavablog ) ”

Mas como ouvi ontem, todos foram marcados direto ou indiretamente pelo ocorrido. Uma especialista chegou a comentar em uma entrevista na globo que as marcas psico/emocionais podem ser semelhantes a de uma guerra em todos presentes.

A dor é enorme. Muitos ainda choram e não há explicação.
Que o Senhor Jesus console os pais, avós e amigos.
Ele, Deus, enviou o Espírito Santo chamado também de O Consolador.
Peça a Jesus que lhe ajude neste momento.

Que façamos como o video nos diz.
E Que o Senhor nos perdõe e incline o nosso coração para Ele.

abs

Meu lado da história: cansados da igreja

Há 1 ano e meio percebi o que era isto. Fiz um curso de missão integral na missão cena e fui tremendamente abençoado por Deus lá. Pude ver realidades que desconhecia e adquiri entendimentos maiores sobre o meu papel e a minha contribuição para Deus.

Contudo, naquele período, também concordei com várias constatações sobre práticas de igrejas que não era ênfase de Jesus. E, por estar no meio, por ouvir e concordar, pois de fato muito disto acontecia. Algo aconteceu com meu coração.

Neste período também tive contatos com várias opiniões de pessoas que se diziam cansadas da igreja, por meio do twitter e outros. E, quero contar como foi:

1) Eu não sei o que é isso. O que é esse sofrimento. Por isso respeito e entendo hoje vocês. Sou grato a Deus porque nasci de novo, cri em Cristo, em uma igreja que não realiza a maioria das práticas citadas que motivam a desilusão e o sofrimento de alguns cristãos. Talvez seja um privilégio, ou algumas situações difíceis aconteceram e eu nem percebi, porque acredito que estava tão empolgado com Jesus que nem as vi. E, eu não sou do perfil que vê isso, viu? Talvez alguém diga que eu não seja um revolucionário… Já pensei nisto. Mas estou grato com o meu papel.

1b) Também acredito que contribuiu para isto o que vivi nos primeiros anos da minha caminhada cristã em um momento muito bom de nossa igreja local com Deus… vivemos parte de um avivamento, alguns aspectos me faz acreditar nisso… E, isso sucedeu o meu primeiro amor – minha conversão a Jesus Cristo. Logo, vivi uns 4 anos intensos com Jesus.

2) Por tanto ouvir e ler, eu senti essa revolta dentro de mim. No tempo do curso, ouvi muitas pessoas e percebi que havia um pouco de rebeldia em minhas indagações. Neste período, Deus me ajudou muito. Falou comigo por várias vezes e isto mudou meu coração, me levou a me arrepender, e graças a Deus esse sentimento passou.

2a) Li um texto, do Ariovaldo Jr, (Clique Aqui para lê-lo) que cravou em mim um entendimento que eu até posso atirar a pedra na vidraça da igreja, mas eu iria me cortar com os cacos de vidro. A forma que eu questionasse as práticas que considerava errado estava diretamente ligado a como eu teria que lidar com várias situações em minha volta.

2b) Depois ouvi uma pregação do Pr. Caio Fábio (Clique aqui para ouvi-la) e aos que não gostam mais dele, acreditem, Deus usou essa palavra para me corrigir. Ela falava que tudo aquilo que eu semeasse eu iria colher e se eu semeasse rebeldia, eu também iria colher rebeldia… e assim vai, o que semeasse, colheria. Eu vi com meus próprios olhos isso acontecendo… Isso me levou a pedir perdão e a orar pela “minha” igreja. Lembro-me que eu chorei por causa disso. Percebi que as pessoas que mais estiveram perto de mim neste tempo, foi a galera do teatro Pintando os 12 (antiga formação). Por isso, compartilhei com todos eles esta palavra para que eles pudessem ser tratados, caso eu tivesse os influenciados nisso.

3) Lembro também que um dia houve uma discussão (debate sádio) sobre a igreja no curso de missão. Então, várias pessoas falaram, mas no meio da conversa, o líder do curso levantou a voz e falou (eu não esqueço): “eu tenho muito cuidado quando eu falo da igreja, porque ela é de Cristo”. Gente, isso trouxe temor para o meu coração. Glória a Deus. Também percebi que quando fazemos algumas coisas para Deus e vemos pessoas/igrejas não fazendo, podemos nos achar melhores. Pode surgir orgulho e arrogância aí. Quem vive em trabalho missionário deve me entender.

4) Por fim, no meio de tantos questionamentos que vivi neste período. Se iria ser voluntário na missão, em busca do que Deus queria, encontrei minha identidade atual. Tive que entender qual é o meu papel para Jesus atualmente.

4a) Vi um video do Pr. Ariovaldo Ramos, que foi questionado sobre algumas coisas faladas pelo Pr. Caio Fábio, ele responde mais ou menos assim: “O Caio Fabio luta pela Igreja de Cristo do lado de fora (ele diz isso) e eu (disse o Ariovaldo) luto pela igreja do lado de dentro.” (Clique aqui para ver o video)

4b) Eu percebi que ainda tinha que construir muitas coisas. Percebi depois que comecei a querer entender melhor sobre a igreja. Fui ver pessoas falarem sobre o assunto. Também me identifico como alguém que luta pela Igreja de Jesus do lado de dentro.

Eu peço que Deus ajude a muitos que sofreram, que tiveram suas vidas “rasgadas”. Oro para que Deus trate o coração de vocês. Ele é Mestre em restaurar e reconciliar. E que o Senhor nos ajude a prosseguir.

E Hoje me considero um pouco como o Sandro Baggio – Cansei dos Cansados, dos que não querem mais ir a igreja, pois parece que fazem isso como uma reação pela dor (emocional). Não acredito que seja possível ser cristão sem partir o pão (vida) em uma igreja. Seja essa igreja no formato que for… entendendo que ela é um ajuntamento de pessoas por causa de Jesus – Eclesia de Jesus.

Temos pessoas que precisam de ouvidos, abraço e amor verdadeiro de irmãos em Cristo.
Se todos tiverem cansados, quem vai ajudar no processo de restauração ?
Quem ajudará no processo de cura, arrependimento e perdão ?
Quem ajudará as pessoas a voltar a olhar para Jesus e deixar de olhar as falhas dos Homens ?
Então… entendendo que eu podia me levantar… pra que esperar alguém vir fazer isso? Deus pode fazer diretamente.

Então, qual é o seu papel diante dessa realidade ?
Qual é a sua identidade ? (talvez Deus esteja criando isso em você)
O que você vai fazer em prol do Reino de Deus ?

E se você for um revolucionário, por mim tudo bem.
Desde que também esteja tudo bem para o Senhor que têm propósitos por meio de você.

Eu creio que Deus tá no controle dessa percepção de práticas erradas. Logo, levantar minha voz com altivez, orgulho e arrogância é falha minha… se isso acontecer. Acredito que Jesus tá no controle da sua Igreja e as mudanças, não vão acontecer, pois já estão acontecendo.

As vezes acho que podia ter feito mais. Sei que há muito o que se fazer. As vezes vejo alguns fazerem algumas coisas que pra mim parecia tão longe… Oro por isso também. Taí talvez meu erro… Mas não carrego esse jugo. Tenho valorizado o que tenho conseguido por em prática. Na Missão Cena adquiri alguns sonhos novos – ainda quero vivê-los…

Algumas coisas eu já descobri, mas muitas outras, hoje penso em algumas, temo vivê-las…
No lidar com as pessoas, no amar e depois ter que perdoar…
Mas se Cristo viveu… um dia me depararei com estas realidades.

Eu quero amor e resiliência para prosseguir crendo em Cristo no meio da igreja.
Creio que estou sendo forjado para uma glória muito maior que todo sofrimento que eu viver aqui na terra.

Notas:
Versículos que me confrontaram sobre este tema:

a) ” Esforcem-se para viver em paz com todos e para serem santos; sem santidade ninguém verá o Senhor. Cuidem que ninguém se exclua da graça de Deus. Que nenhuma raiz de amargura brote e cause perturbação, contaminando a muitos.” (Hebreus 12:14-15)

b) ” Não se deixem enganar: de Deus não se zomba. Pois o que o homem semear, isso também colherá. Quem semeia para a sua carne, da carne colherá destruição; mas quem semeia para o Espírito, do Espírito colherá a vida eterna. ” (Galátas 6:7,8)

c) ” Não deixemos de reunir-nos como igreja, segundo o costume de alguns, mas encorajemo-nos uns aos outros, ainda mais quando vocês vêem que se aproxima o Dia.” (hebreus 10:25)

d) ” Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado.” (1 João 1:7)