Precisamos Novamente de Homens de Deus

por A.W. Tozer

A igreja, neste momento, precisa de homens, o tipo certo de homens, homens ousados. Afirma-se que necessitamos de avivamento e de um novo movimento do Espírito; Deus, sabe que precisamos de ambas as coisas. Entretanto, Ele não haverá de avivar ratinhos. Não encherá coelhos com seu Espírito Santo.

A igreja suspira por homens que se consideram sacrificáveis na batalha da alma, homens que não podem ser amedrontados pelas ameaças de morte, porque já morreram para as seduções deste mundo. Tais homens estarão livres das compulsões que controlam os homens mais fracos. Não serão forçados a fazer as coisas pelo constrangimento das circunstâncias; sua única compulsão virá do íntimo e do alto.

Esse tipo de liberdade é necessária, se queremos ter novamente, em nossos púlpitos, pregadores cheios de poder, ao invés de mascotes. Esses homens livres servirão a Deus e à humanidade através de motivações elevadas demais, para serem compreendidas pelo grande número de religiosos que hoje entram e saem do santuário. Esse homens jamais tomarão decisões motivados pelo medo, não seguirão nenhum caminho impulsionados pelo desejo de agradar, não ministrarão por causa de condições financeiras, jamais realizarão qualquer ato religioso por simples costume; nem permitirão a si mesmos serem influenciados pelo amor à publicidade ou pelo desejo por boa reputação.

Muito do que a igreja faz em nossos dias, ela o faz porque tem medo de não fazê-lo. Associações de pastores atiram-se em projetos motivados apenas pelo temor de não se envolverem em tais projetos.

Sempre que o seu reconhecimento motivado pelo medo (do tipo que observa o que os outros dizem e fazem) os conduz a crer no que o mundo espera que eles façam, eles o farão na próxima segunda-feira pela manhã, com toda a espécie de zelo ostentoso e demonstração de piedade. A influência constrangedora da opinião pública é quem chama esses profetas, não a voz de Jeová.

A verdadeira igreja jamais sondou as expectativas públicas, antes de se atirar em suas iniciativas. Seus líderes ouviram da parte de Deus e avançaram totalmente independentes do apoio popular ou da falta deste apoio. Eles sabiam que era vontade de Deus e o fizeram, e o povo os seguiu (às vezes em triunfo, porém mais freqüentemente com insultos e perseguição pública); e a recompensa de tais líderes foi a satisfação de estarem certos em um mundo errado.

Outra característica do verdadeiro homem de Deus tem sido o amor. O homem livre, que aprendeu a ouvir a voz de Deus e ousou obedecê-la, sentiu o mesmo fardo moral que partiu os corações dos profetas do Antigo Testamento, esmagou a alma de nosso Senhor Jesus Cristo e arrancou abundantes lágrimas dos apóstolos.

O homem livre jamais foi um tirano religioso, nem procurou exercer senhorio sobre a herança pertencente a Deus. O medo e a falta de segurança pessoal têm levado os homens a esmagarem os seus semelhantes debaixo de seus pés. Esse tipo de homem tinha algum interesse a proteger, alguma posição a assegurar; portanto, exigiu submissão de seus seguidores como garantia de sua própria segurança. Mas o homem livre, jamais; ele nada tem a proteger, nenhuma ambição a perseguir, nenhum inimigo a temer. Por esse motivo, ele é alguém completamente descuidado a respeito de seu prestígio entre os homens. Se o seguirem, muito bem; caso não o sigam, ele nada perde que seja querido ao seu coração; mas, quer ele seja aceito, quer seja rejeitado, continuará amando seu povo com sincera devoção. E somente a morte pode silenciar sua terna intercessão por eles.

Sim, se o cristianismo evangélico tem de permanecer vivo, precisa novamente de homens, o tipo certo de homens. Deverá repudiar os fracotes que não ousam falar o que precisa ser externado; precisa buscar, em oração e muita humildade, o surgimento de homens feitos da mesma qualidade dos profetas e dos antigos mártires. Deus ouvirá os clamores de seu povo, assim como Ele ouviu os clamores de Israel no Egito. Haverá de enviar libertação, ao enviar libertadores. É assim que Ele age entre os homens.

E, quando vierem os libertadores… serão Homens de Deus, Homens de coragem. Terão Deus ao seu lado, porque serão cuidadosos em permanecer ao lado dEle; serão cooperadores com Cristo e instrumentos nas mãos do Espírito Santo…

Nota:

Visto no facebook da Glaucelir Rosa – Clique Aqui

Anúncios

Momentos Incríveis

fotos tds oficial 2a

Existem alguns momentos inacreditáveis
Que de tão belos nos calam
E de tão magníficos
Nos deixam sem reação

Ao vivencia-lo sabemos que está maravilhoso
Mas depois que terminam
ele parece interminável

Vivo na memória
Queremos voltar no tempo para aquele lugar
E reviver tudo de novo
E querer ficar ali
E somente ali

A saudade do que vivemos é enorme
E o desejo de viver novamente
EMPOLGANTE e quase que insaciável

Penso que quando Deus, Moisés e Elias falaram com Jesus no monte
E Pedro viu
E ouviu
E ficou perplexo
Sem palavras
Quando disse algo, de tão “grogue”, falou “bobagem”
Ficar ali… imagina ?
habitar em tendas ali…

Não podemos eternizar instantes assim
Mas levá-los no coração e na mente
Deixar sentir saudade até faz bem
Até te faz sorrir de novo

Acho que vivemos isso
Fomos envolvidos por Deus
E corremos alegres
E sorrimos
E brincamos
E ouvindo Jesus falar conosco choramos
E reafirmamos o que cremos

Imersos em sua presença
Em sua nuvem
Sabíamos que era especial
Mas SOMENTE ao final
E no dia seguinte sentimos falta
E como Pedro… falamos a mesma “bobagem”
poderíamos ficar ali

Mas não…
Quando Pedro pergunta a Jesus porque não ficar ali
Deus Pai os envolve e diz para ouvirmos a Jesus
E Jesus não fala com palavras
Mas desce o monte…

Precisamos descer o monte
Nâo é que Ele nos abandonará
Mas há um caminho a ser percorrido
pra Ele e pra glória do nome de Jesus

Não conseguimos programar a glória da presença de Deus
Mas podemos nos mover e buscá-Lo para isso
Não sabemos quando acontecerá
Sempre esperamos
Mas sempre duvidamos que será tão grande assim
E tão especial

E ainda mais quando a presença de Deus é sutil
Ela penetra corações mas sem estardalhaços
Impacta e causa emoções
Mas sem gestos muito alto

Então vendo Ele agir é como a resposta que está conosco
Que tudo isto agrada e muito Ele
E que Ele nos conduzirá porque estamos no centro de sua vontade.

Que a chama não se apague em seu coração
Que a graça não deixe de escorrer entre seus lábios
Mas que haja riso, alegria e oração
E que tenha coragem, que trabalhe e sirva no Reino dEle

Que a chama de Deus cresça em Ti

Mais forte e firme
E Aqueça muitos corações frios, duros e desanimados
Incendeie comunidades e famílias
Arredores…
Que a chama da presença de Deus em sua vida se propague…

Nota

Postado inicialmente no Poesia Dos Peregrinos, este texto é dedicado aos jovens e adolescentes da Igreja Evangélica Livre da Região Sudeste, após o acampamento realizado de 03 a 05 de Maio de 2013, em Arujá (acampamento jovens da verdade). Vivemos tempos incríveis de Deus e pelo que tenho visto, ouvido e sentido está transcrito aí.

Contextualizei com a última pregação que tivemos neste acamp, em Lucas 9:22, quando Jesus está em um monte orando e Deus, Elias e Moisés falam com Ele. Pedro e Tiago vendo isto ficam maravilhados e imagino que vivem algo tão grandioso da presença de Deus que sentem o que está escrito acima.

Fica um video de uma ministração teatral que elucida a chama como a presença de Deus em nós.
Para ver o video – Clique Aqui

Obrigado Deus e a todos que compartilharam deste tempo com Ele.

Limpe o Palco de sua Vida… para adorar a Deus.

Autor: Jimmy Needham
Música: Clear the Stage

Limpe o Palco

Limpe o palco, ajuste o som e os holofotes
Se essa é a medida que você deve tomar para acabar com os ídolos
Remova os bancos e todas as decorações também
Até que aos poucos a congregação tenha avivamento
Diga a seus amigos que é aqui onde a festa termina
Até que você esteja arrependido por seus pecados, você não pode ser social.
Então busque o senhor e espere por aquilo que Ele tem disponível
E saiba que é grande a sua recompensa, então apenas seja esperançoso.

 

Porque você pode cantar tudo que quiser
Sim, você pode cantar tudo que quiser
Você pode cantar tudo que quiser
E ainda assim errar: Adoração é mais que uma canção

 

Faça uma pausa de todos os planos que você fez
E fique em casa sozinho esperando Deus sussurrar
Implora a Ele, por favor, para abrir a boca e falar
E ore com sinceridade de joelhos, até criarem calos
Brilhe a luz em cada canto da sua vida
Até que o orgulho, luxúria e mentiras sejam descobertos
Então leia a Palavra e ponha à prova o que você ouviu
Até que o seu coração e alma estejam agitados, abalados e quebrantados

 

Não devemos adorar algo que não valha a pena
Limpe o palco, abra espaço para Aquele que merece

 

Porque você pode cantar tudo que quiser
Sim, você pode cantar tudo que quiser
Você pode cantar tudo que quiser
E ainda assim errar
E você pode cantar tudo que quiser
Sim, você pode, você pode cantar tudo que quiser
Você pode cantar tudo que quiser
E ainda assim errar: Adoração é mais que uma canção
Adoração é mais que uma canção
Adoração é mais que uma canção

 

Limpe o palco, ajuste o som e os holofotes
Se essa é a medida que você deve tomar para acabar com os ídolos

A crítica idealista

As Escrituras nunca descrevem o ministério da caça à heresia.

Mesmo assim, o Senhor tem usado alguns para soar o alarme contra perigos tais como o Movimento de Nova Era, principalmente porque os anciãos da igreja não estavam fazendo o seu trabalho. Entretanto, a igreja não precisa de caçadores de heresia – ela precisa de Deus – anciãos designados com discernimento que se assentarão nas portas da autoridade espiritual.

Caçadores de heresias são geralmente auto-designados e frequentemente (nem sempre) ganham inflluência semeando a paranóia na igreja. Os apóstolos e anciãos da igreja bíblica não ganharam influência expondo as trevas, mas alguém que consiga influência expondo as trevas terá a espécie errada de influência na igreja.

O ceticismo tem toda a aparência de sabedoria, mas é a sabedoria da Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal. O ceticismo não é discernimento, e mina poderosamente a fé verdadeira.

A exortação apostólica em 1Tes 5:21 é: “… julgai todas as coisas, retende o que é bom” (não o que é ruim). Ao lermos ou ouvirmos uma pregação e procurarmos o que está errado nela, não seremos capazes de ver o que está certo.

Então nós lemos ou ouvimos somente aqueles que estejam absolutamente certo em tudo? Claro que não! O Único que andou na terra e foi infalível está agora no céu. Em quase todos os livros e ensinamentos que se introduzem na igreja há alguns ossos misturados com carne, e nós temos que aprender a tirar os ossos.

Como o Senhor indicou, toda vez que o Senhor semeia trigo em um campo, o inimigo aparece e semeia joio “no mesmo campo”. O Senhor poderia facilmente impedir isso se quisesse, mas nos fazer aprender a como lidar com o joio – disse para “deixá-los crescer juntos”. Não seremos realmente capazes de dizer a diferença antes que os campos amadureçam. Se tentarmos arrancar o joio prematuramente, danificaremos também o trigo, o que acontece em muitos avivamentos e movimentos espirituais.

Nota:
Este é um trecho do livro ” O mundo em chamas” do Rick Joyner, pg. 123 e 124 – editora MCI. O Livro relata o avivamento no País de Gales. Eu não acrescentei nada ao texto, nem mesmo um parenteses ou aspas…

Faça a sua escolha (3/3)

Quando o autor caminha para o palco a peça acabou!

Quando isso acontecer será o fim do mundo.

Deus acabará invadindo, sem dúvida;
mas de que lhe valerá dizer que você está do lado de Deus
ao ver todo o universo se derretendo como um sonho.

Algo que você jamais pode imaginar vindo com um GRANDE ESTRONDO!

.

.

Algo tão belo para uns e tão terrível para outros,
que ninguém terá meios de escapar ?
Dessa vez estaremos diante de um Deus sem disfarces;
Algo tão impressionante que suscitará um amor irresistível ou
o mais irresistível horror em cada criatura.

Então será tarde demais para escolher de que lado você está.

Não há utilidade alguma em dizer que você optou por se deitar,
quando não há possiblidade de você se levantar.
Essa não será a hora de escolher;
será a hora em que acabaremos descobrindo qual dos dois lados escolhemos de fato;
não importa se havíamos nos dado conta disso antes ou não.

É hoje que nos é dada a chance de escolher o lado certo.
Deus está se contendo para poder nos dar essa chance.

Mas não será para sempre.
É PEGAR OU LARGAR.

(Extraído Devocionário C S Lewis – pg.363)

Faça a sua escolha (2/3)

Escolha agora e escolha certo.

POR QUE Deus está desembarcando de forma disfarçada neste mundo
ocupado pelo inimigo e dando início a uma espécie de sociedade secreta
para destruir o diabo?

Por que Ele não invadiu a força ?
Será que Ele não é forte o suficiente?

Bem, os cristãos pensam que Deus acabará desembarcando à força,
só não sabemos quando.

Mas não é difícil adivinhar porque Ele está demorando.
Deus deseja nos dar a chance de ficar ao lado dele livremente.

Suponho que não pensaríamos bem de um francês que esperasse
até que os aliados estivessem marchando para o interior da Alemanha
para só depois anunciar que estava do nosso lado.

DEUS ACABARÁ INVADINDO.

Eu me pergunto se as pessoas que pedem que Deus intervenha aberta e
diretamente em nosso mundo já se deram conta de como será quando
Ele assim o fizer.
Quando isso acontecer será o fim do mundo.

QUANDO O AUTOR CAMINHA PARA O PALCO A PEÇA ACABOU


Deus acabará invadindo, sem dúvida; mas de que lhe valerá dizer que você está
do lado de Deus ao ver todo o universo se derretendo como um sonho, e ver algo
mais – algo que você jamais pôde imaginar – vindo com um grande estrondo ?

continua (2/3)

(Extraído do devocionário do C S Lewis, pg. 363)

Faça a sua escolha (1/3)

” NÃO CREIO que todos os que escolhem a estrada errada percebem;
contudo, o resgate deles consiste em serem conduzidos de volta à estrada certa.

Só podemos corrigir uma soma voltando àquele ponto em que erramos, e não, simplesmente, seguindo em frente.

O mal pode ser desfeito, mas ele não pode se desenvolver em bem.
O tempo não o pode curar. O Feitiço tem de ser desfeito aos poucos,
“com expressões de poder desagregador” – caso contrário não dá resultado.

Continua sendo uma questão de escolha.

Se insistirmos em conservar o inferno (ou mesmo a terra), não veremos o céu;
Se aceitarmos o céu, não nos será possível reter
nem as menores e mais íntimas lembranças do inferno.”

( Extraído do livro: devocionário de bolso C S Lewis )

continua… (1/3)