Sonhar e viver 2016 olhando pra Cruz

1) Lembre-se que todos os dias é preciso negar suas vontades para seguir e seguir a Jesus.
“Jesus dizia a todos: “Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome diariamente a sua cruz e siga-me”. Lucas‬ ‭9:23‬
.
2) As vezes fazer do seu jeito pode te fazer sofrer. Ainda mais se o seu jeito desagradar a Deus. E as vezes perder, te leva a um caminho que inesperadamente te fará bem, sob a vontade de Deus. Faça de forma que agrade a Deus, ainda que seja difícil e continue perto dEle. Confie nEle. “Pois quem quiser salvar a sua vida a perderá; mas quem perder a sua vida por minha causa, este a salvará”.  Lucas 9:24
.
3) Transmita a mensagem da cruz pois é poderosa: Deus nos ama e enviou Jesus. Jesus aceitou morrer na Cruz para te salvar. Ele ressuscitou, está vivo e pode te ouvir ou a quem a Ele chamar.
“Pois a mensagem da cruz é loucura para os que estão perecendo, mas para nós, que estamos sendo salvos, é o poder de Deus”. ‭‭1 Coríntios‬ ‭1:18 “Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu único Filho para que todo aquele que nEle crer, não pereça mas tenha a vida eterna”. (Joao 3:16)
.
4) Adore a Jesus com toda sua vida e o que você tem: sua alegria, suas lagrimas, seu corpo, sua fé, suas escolhas e os seus bens.
“Ao saber que Jesus estava comendo na casa do fariseu, certa mulher daquela cidade, uma ‘pecadora’, trouxe um frasco de alabastro com perfume, e se colocou atrás de Jesus, a seus pés. Chorando, começou a molhar-lhe os pés com as suas lágrimas. Depois os enxugou com seus cabelos, beijou-os e os ungiu com o perfume”. Lucas 7:37
.
5) Sempre que tiver outra coisa a fazer, escolha sempre ficar aos pés de Jesus para O ouvir. 
Maria, sua irmã, ficou sentada aos pés do Senhor, ouvindo-lhe a palavra. Marta, porém, estava ocupada com muito serviço. E, aproximando-se dele, perguntou: “Senhor, não te importas que minha irmã tenha me deixado sozinha com o serviço? Dize-lhe que me ajude! ” Respondeu o Senhor: “Marta! Marta! Você está preocupada e inquieta com muitas coisas; todavia apenas uma é necessária. Maria escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada” Lucas 10:39
.
6) Durante o ano de 2016 como João e Maria mãe de Jesus, mesmo em dias difíceis e incompreensíveis, fique perto da Cruz;
“Perto da cruz de Jesus estavam sua mãe, a irmã dela, Maria, mulher de Clopas, e Maria Madalena. Quando Jesus viu sua mãe ali, e, perto dela, o discípulo a quem ele amava, disse à sua mãe: “Aí está o seu filho”, e ao discípulo: “Aí está a sua mãe”. Daquela hora em diante, o discípulo a recebeu em sua família.” (João 19:25)
.
7) Tenha o privilégio de servir a Deus como os irmãos da Macedônia. Insistir em servir, as vezes, se preciso, ofertando acima do possível, doando-se a si mesmo.
Agora, irmãos, queremos que vocês tomem conhecimento da graça que Deus concedeu às igrejas da Macedônia. No meio da mais severa tribulação, a grande alegria e a extrema pobreza deles transbordaram em rica generosidade. Pois dou testemunho de que eles deram tudo quanto podiam, e até além do que podiam. Por iniciativa própria. eles nos suplicaram insistentemente o privilégio de participar da assistência aos santos. E não somente fizeram o que esperávamos, mas entregaram-se primeiramente a si mesmos ao Senhor e, depois, a nós, pela vontade de Deus. (2Co 8:3)
.
8) Creia em Jesus de verdade, independente do que as pessoas disserem em sua volta, do que o tempo mostrar ao contrário, ou o que seus olhos veem no momento. Porque um dia, tendo muita fé, uma mulher ouviu de Jesus – grande é a sua fé, que lhe aconteça conforme você deseja.

Disse ela, porém: “Sim, Senhor, mas até os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus donos”. Jesus respondeu: “Mulher, grande é a sua fé! Seja conforme você deseja”. E naquele mesmo instante a sua filha foi curada. (Mateus 15:27)

.
9) Ame a Deus calado e servindo ao próximo e ame ao próximo servindo a Deus e falando dEle. Servindo sabe? limpando a casa, fazendo companhia, ouvindo seu(ua) amigo(a)… tendo um pretexto para ajudar e expressar amor com sua vida (ações).
Respondeu Jesus: ” ‘Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento’. Este é o primeiro e maior mandamento. E o segundo é semelhante a ele: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’. Mateus 22:37-39
.
10) Peça para Deus tudo que precisar. E pode dizer a Ele, em todas orações.
“Por isso lhes digo: Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta lhes será aberta.
“Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e àquele que bate, a porta será aberta.” Lucas 11:9
Mas quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está no secreto. Então seu Pai, que vê no secreto, o recompensará”. Mateus 6:6
.
11) Deus é bom. É a natureza de Deus, confie profundamente nisto, Deus é bom em tudo que faz. Só de saber desta verdade da vontade de adorá-Lo e louvá-Lo.

Dêem graças ao Senhor porque ele é bom; o seu amor dura para sempre. (Salmos 118:1) “Pois tudo o que Deus criou é bom… ” 1 Timóteo 4:4

.
12) Consagre seus sonhos e tudo o que você deseja viver em 2016 ao Senhor Jesus.
“Ao homem pertencem os planos do coração, mas do Senhor vem a resposta da língua. Todos os caminhos do homem lhe parecem puros, mas o Senhor avalia o espírito. Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos. O Senhor faz tudo com um propósito; Provérbios 16:1-4
 .
Espero que te abençõe
Que Deus fale contigo por meio de Sua palavra presente aqui.
.
.
Nota:
No início de 2016, tivemos as duas primeiras pregações do ano, com base na obra da cruz e no sacrifício de Jesus. Isto tornou-se um material para o grupo de jovens pensar em alvos para o ano e, como diz no item 12) podermos, em conjunto, consagrarmos ao Senhor.
Anúncios

Cantata de Natal – para embalar sua ceia

Olá Pessoal,

Vou compartilhar algumas canções com coral e orquestra para embalar sua noite de natal.

Que Deus abençõe e se faça presente nesta noite tão importante, lembrada por nós nesta data, que Jesus nasceu e o amor de Deus foi visto e compreendido pela humanidade.

Cantata realizada dia 20/12 na Ig Evangélica Livre BETEL/SBC.

Uma celebração da ORQUESTRA AGAPE e CORAL da ASSEMBLEIA DE DEUS NOVA GERTY com participação do CORAL DA IGREJA EVANGÉLICA LIVRE BETEL.

TEMA 1 – É NATAL PRA SEMPRE

TEMA 2 – O NATAL CHEGOU

TEMA 3 – A LINDA MADRUGADA

TEMA 4 – DAI GLORIA A DEUS

TEMA 5 O CANTO ANGELICAL E TEMA 6 O NOSSO FILHO

TEMA 7 – CRISTO SALVADOR

TEMA 8 – LUZ DE CRISTO BRILHA SEMPRE

TEMA 9 – JESUS SERÁ O REI

TEMA 10 – FINALE

Bondade

Bondade começa com “B” de quem é bom…
E termina com “B” de sentir-se bem por fazer o bem.

felizes serão…

Bem-aventurados os pobres em espírito, pois deles é o Reino dos céus.
Bem-aventurados os que choram, pois serão consolados.
Bem-aventurados os humildes, pois eles receberão a terra por herança.
Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, pois serão satisfeitos.
Bem-aventurados os misericordiosos, pois obterão misericórdia.
Bem-aventurados os puros de coração, pois verão a Deus.
Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus.

Mateus 5:3-9

Nota:
Visto na página do facebook da Ibab.

Dificuldades…

“As pedras lançadas contra você, ainda vão te ajudar a construir uma fortaleza de fé.
A reação que sucede um ataque, determina o tipo de história que os seus netos vão ouvir sobre suas memórias; prosseguir, te fará viver novas estações e contar testemunhos que só aqueles que perseveram podem contar.

Potencializar a dor, estacionar diante da decepção, se render ao sussurro do pessimismo, é abortar as chances de recomeçar e construir algo novo, de dormir sabendo que Aquele que começou a boa obra é fiel para cumprí-la.

No avançar para próxima fase, está a janela de oportunidades criada por uma crise, está a história que transformará seus piores momentos, em pequenos parágrafos, de poucas frases, no livro da sua vida.”

Link – Clique Aqui
(Ap. Rina)

Não estamos sozinhos III – Livro: Este Mundo Tenebroso

este mundo tenebroso II

Er… De qualquer forma, gostaria de me encontrar com o Senhor hoje e discutir a minha vida. Também o possível papel que o Senhor poderia querer desempenhar nela. Desde já, obrigada por seu tempo e atenção.

Olhou fixo para as anotações. Avançara um pouco. Acreditando ter prendido a atenção de Deus, passaria agora para o próximo item.

– Para revisar rapidamente tudo o que culminou com esta reunião, creio que o Senhor se lembra do nosso último encontro, há aproximadamente trinta anos, na… Igreja Batista de Monte Sião, em Ireka, Califórnia. Quero que o Senhor saiba que eu gostava de verdade das horas que passávamos juntos naquela época. Sei que fiquei muito tempo sem falar nada a esse respeito e peço desculpas. Foram horas preciosas, hoje são minhas recordações favoritas. Alegro-me em têlas.

– Suponho que o Senhor esteja querendo saber o que aconteceu e porque rompi nosso relacionamento. Bem, não me lembro do que aconteceu exatamente. Sei que os tribunais me devolveram à minha mãe, que não estava disposta a me levar à escola dominical, como fazia tia Bárbara. Fui morar em um lar temporário e depois… Fosse qual fosse o caso, nosso tempo juntos foi interrompido, e isso é tudo… Quer dizer, acho que são águas passadas…

Calou-se. Estaria algum tipo de despertar ocorrendo dentro de si? Deus a ouvia. Sentia isso; de algum modo, sabia. Que coisa mais estranha. E nova.

– Bem… – Agora ela perdera o fio da meada. – Tenho a impressão de sentir que o Senhor está me ouvindo, por isso, quero lhe agradecer. – Conseguir retomar os pensamentos. – Ó, de qualquer forma, acho que fui uma jovem muito cheia de raiva; talvez O tenha culpado por minhas tristezas, mas… Acabei resolvendo que podia cuidar de mim mesma e foi o que fiz a maior parte da vida. Estou certa de que o Senhor conhece a história; tentei o ateísmo, depois o humanismo com forte dose de evolução incluída, o que me deixou vazia e tirou todo o sentido da minha vida. Então, depois, experimentei o humanismo combinado com o misticismo cósmico e eles serviram para criar muitos anos de ilusões e tormentos em vão. Para falar a verdade, criaram também o apuro em que estou metida no momento, incluindo o fato de ter sido condenada como criminosa. O Senhor sabe tudo a respeito disso.

Muito bem, Sally, e agora, para onde pretende ir ? É melhor tratar logo do que realmente importa.

– Bem, seja como for, na verdade estou tentando dizer que Bernice, lá de Ashton, tem razão. Pelo menos no que diz respeito a Sally Roe. Tenho um problema mora.. Li um pouco a Bíblia. Er… é um bom livro… um belo trabalho…. Fez que eu percebesse que o Senhor é um Deus de moral, de ética, de absolutos. Acho que “santo” quer dizer isso. Na verdade, fico satisfeita, porque só assim conseguimos saber onde estão nossos limites, qual é a nossa posição…

– Estou enrolando, sei disso.

Sally parou para pensar. Como dizê-Lo? O que exatamente queria de Deus ?

Acho… – Ah, a emoção. Talvez por isso não consigo chegar ao que preciso dizer. – Acho que tenho de lhe perguntar a respeito do seu amor. Sei que ele existe; a senhora Gunderson sempre falava a respeito, e também minha tia Bárbara, e agora tive um curto vislumbre dele outra vez, em minhas conversas com Bernice o pastor Hank, o encanador. Preciso saber se o Senhor…

Calou-se outra vez. Lágrimas se formavam no canto de seus olhos. Enxugou-as e respirou fundo várias vezes. Devia ser uma experiência concreta, não emocional ou subjetiva, da qual pudesse duvidar mais tarde.

– Desculpe. É difícil pra mim. São muitos anos envolvidos, fico emocionada demais. – Respirou fundo outra vez. – De qualquer forma, eu tentava dizer que… Eu gostaria muito que o Senhor me aceitasse. – Parou e deixou que o aperto na garganta melhorasse. – Porque disseram que o Senhor me ama, e que arranjou para que todos os meus erros, minhas transgressões morais, fossem pagos e perdoados. Afinal entendi que Jesus morreu para pagar minha culpa, para satisfazer a sua santa justiça. Eu… agradeço por isso. Muito obrigada por esse tipo de amor.

– Mas eu… quero estabelecer um relacionamento com o Senhor. De algum jeito. Eu o ofendi e o ignorei, e tentei ser meu próprio deus, sem importar o quanto isso lhe parecesse estranho. Servi a outros espíritos e matei minha própria filha. Trabalhei com afinco para desviar muita gente…

As lágrimas retornavam. Ora, que coisa. Considerando o assunto da conversa, algumas lágrimas não seriam impróprias.

– Mas se o Senhor me quiser… Se me aceitar, estarei mais que disposta a lhe entregar tudo o que sou, e tudo o que tenho, valha o quanto valer.

– Palavras de trinta anos antes retornaram-lhe à cabeça. Elas traduziam com perfeição seus sentimentos: – Jesus….

Foi incapaz de conter as emoções desta vez. O rosto corou, os olhos se encheram de lágrimas e ela sentiu medo de continuar.

Mas o fez, embora lhe faltasse a voz, apesar do rosto molhado, sentindo o corpo que começara a tremer.

– Jesus… quero que o Senhor entre em meu coração. Quero que o Senhor me perdõe. Por favor, me perdõe.

Chorava agora a ponto de não conseguir parar mais. Precisava sair daquele lugar. Não podia permitir que a vissem daquele jeito.

Passou a mão na mochila e correu para longe do laguinho. Abandonou a calçada, enveredando pelo meio das árvores próximas. Sob o abrigo das folhas novas e primaveris, encontrou uma pequena clareira e caiu de joelhos no chão fresco e seco. Com a nova liberdade que esse esconderijo proporcionava, o coração de pedra transformou-se em coração de carne, seus mais profundos clamores se transformaram em fonte e ela e o Senhor Deus começaram a falar acerca de várias coisas enquanto o minutos passavam suaves e despercebidos, e o mundo me redor perdia a importância.

 

Acima, como se outro sol acabasse de nascer, as trevas se abriram e raios puros e brancos, atravessaram as copas das árvores, inundando Sally Beth Roe com uma luz celestial, brilhando através do seu coração, seu espírito mais íntimo, obscurecendo-lhe o vulto com um fogo ofuscante de santidade. Devagar, sem sentir, sem emitir qualquer som, ela se acomodou inclinada para a frente, o rosto em terra, o espírito transbordando com a presença de Deus.

Em toda a sua volta, como raios de uma roda assombrosa, como feixes de luz emanando de um sol, lâminas angelicais descansavam no chão, as pontas voltadas na direção dela, os cabos estendidos para fora, seguros nos punhos fortes de centenas de nobres guerreiros que se ajoelhavam dentro de círculos perfeitos e concêntricos de glória, luz e adoração a Deus, cabeças no chão, asas entendidas na direção do céu como um jardim fluorescente e animado de chamas. Mantinham-se em silêncio, os corações cheio de santo temor.

Como em inúmeras vezes no passado, em incontáveis lugares, com assombro maravilhoso, inescrutável, o Cordeiro de Deus estava no meio deles, o Verbo de Deus, e mais: a Palavra final, o fim de toas as discussões e desafio, o Criador e a Verdade que sustenta toda a criação. Mais maravilhoso que tudo ainda, mais inescrutável, o Salvador, um título que os anjos sempre contemplariam e do qual sempre se maravilhariam, mas que só a humanidade podia conhecer e compreender.

Viera ser o salvador daquela mulher. Ele a conhecia pelo nome e, pronunciando-o, tocou-a.

Na mesma hora os pecados dela desapareceram.

Um barulho farfalhar começou na primeira fileira de anjos, passou para a seguinte e assim por diante, feito uma onda arrementendo para fora, as asas sedosas de fileira em fileira de guerreiros arrepanhando o ar, elevando um bramido e erguendo os anjos sobre seus pés. Os guerreiros seguraram as espadas na direção dos céus, uma floresta de lâminas chamejantes, e puseram-se a bradar em júbilo tumultuado, as vozes ribombando e sacudindo todo o reino espiritual.

Guilo, brilhantemente glorificado como jamais fora, tomou seu lugar acima de todos os demais e brandiu a espada ao redor, descrevendo arcos chamejantes, enquanto bradava:

– DIGNO É O CORDEIRO!

– DIGNO É O CORDEIRO!- Trovejaram os guerreiros.

– DIGNO É O CORDEIRO! – bradou Guilo mais alto ainda.

– DIGNO É O CORDEIRO! – responderam todos.

– Que foi morto!

– Que foi morto!

Guilo apontou a espada para Sally Roe, prostrada, o rosto no chão, ainda em comunhão com seu recém-descoberto salvador.

– E com seu sangue comprou para Deus a mulher, Sally Beth Roe!

As espadas ondularam e sua luz trespassou as trevas, assim como o relâmpago atravessa a noite.

– Ele comprou Sally Beth Roe.

– Digno é o cordeiro que foi morto – principiou Guilo, e todos juntos entoaram essas palavras com vozes que sacudiram a Terra – de receber poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor!

De repente ouviu-se outro rugido de vozes e de asas, e outro relampejar de centenas de espadas. AS asas se firmaram e os céus se encheram de guerreiros rodopiando, gritando, aclamando, adorando, sua luz inundando a Terra por quilômetros em derredor.

Longe dali, alguns dos demônios do Destruidor cobriram os olhos contra a luz ofuscante.

– Ó não! – disse um deles. – Outra alma redimida!

– Um de nossos prisioneiros liberto! – Lamentou outro.

 

Nota:

A incrível descrição do encontro de Sally Beth Roe com Jesus Cristo. E tudo que pode acontecer com os anjos durante tudo isto. Esta é uma parte do livro – Este Mundo Tenebroso II (Frank Peretti), pg.399 a 403

Não estamos sozinhos II

este mundo tenebroso IIEla estava prestes a responder, prestes a dizer que eles matariam de qualquer forma, quando foi impedida por algo que lhe aconteceu com os olhos. Foi como se os abrisse pela primeira vez, como se uma cortina escura fosse puxada de lado. Talvez, a dor lhe estivesse provocando alucinações.

Conseguia ver agora os espíritos por trás daqueles homens. Eram umas coisas enormes, verrugosas, feias, observado-as com fúria e ódio assassino.

Em todas as suas experiências ocultistas, jamais os enxergara com tanta nitidez, nunca discernira tanto mal e ódio.

Mas viu também que esse ódio não lhe era dirigido, mas sim ao Salvador que trazia dentro de si.

E então ela soube. Simplesmente soube. E falou – se em voz alta no mundo presente ou se em espírito em outra dimensão, não saberia dizer.

– Vocês estavam lá! Todos vocês estiveram lá! Fizeram o pior que podem com Ele… Vocês O mataram!

Aquilo pertubou os espíritos. Eles se entreolharam, a indignidade e o ultraje enrugando-lhes as caras.

– E Ele os derrotou ao morrer! Ele venceu! – O brutamontes que pairava no alto arreganhou os dentes e rugiu maldições ininteligíveis contra ela, as asas inflando. Sally olhou bem dentro dos ardentes olhos amarelos e, para grande surpresa sua, reconheceu o medo. Em espírito, ela riu. – Façam o que fizerem comigo, eu já venci! – exclamou.

Nota:

Trecho extraído do livro “Este Mundo Tenebroso” (Frank Peretti – pg 479). Super indico a leitura do I e II e o mergulho nas realidades dos anjos enquanto vivemos os nossos dias na nossa realidade e vendo Deus direcionando seu propósito em nossas vidas.

Não estamos sozinhos

Tal, Natã e Armoth se posicionaram do lado de fora, vendo-o partir.

– Está se espalhando – disse Natã. – Primeiro na escola, agora na igreja. Eles se atracam a toda hora.

Tal pendeu para trás e reclinou-se contra o prédio da escola.

– Destruidor! Se não houver mudança de direção, os santos aqui não terão uma escola para defender.

– E nós não teremos o amparo da oração para sermos bem-sucedidos

 

Mas e os espíritos responsáveis por isso ?- Armoth quis saber. – Com certeza, podemos exterminá-los!

NÃO – disse Tal, parecendo bastante zangado e frustrado. – Eles têm o direito de estar lá. Foram convidados. Os santos se entregaram à briga e enquanto não se quebrantarem, enquanto não se arrependerem, esse câncer de maneira nenhuma diminuirá a velocidade com que se espalha.

– E então. o que acontecerá agora ? – perguntou Natã.

– Mota e Signa trabalham para encontrar uma brecha nas fileiras do inimigo, algum ponto fraco no plano de Destruidor que possamos expor a fim de que os santos o vejam. Enquanto isso, tudo o que podemos fazer é manter o núcleo orando, lutando. O senhor se moverá segundo os seus propósitos. “

 

Nota:

Esta é uma passagem da conversa entre os anjos: Tal, Armoth, Natã, Sgina e Mota; no livro “Este Mundo Tenebroso II – Frank Peretti, pg 211″. Uma excelente leitura que a todo momento nos leva a pensar a realidade espiritual, dos anjos de Deus e dos espíritos/anjos maus que se rebelaram nos céus contra Deus (demônios) mas estão tentando destruir os belos e bons propósitos de Deus em nossas vidas.