Dificuldades…

“As pedras lançadas contra você, ainda vão te ajudar a construir uma fortaleza de fé.
A reação que sucede um ataque, determina o tipo de história que os seus netos vão ouvir sobre suas memórias; prosseguir, te fará viver novas estações e contar testemunhos que só aqueles que perseveram podem contar.

Potencializar a dor, estacionar diante da decepção, se render ao sussurro do pessimismo, é abortar as chances de recomeçar e construir algo novo, de dormir sabendo que Aquele que começou a boa obra é fiel para cumprí-la.

No avançar para próxima fase, está a janela de oportunidades criada por uma crise, está a história que transformará seus piores momentos, em pequenos parágrafos, de poucas frases, no livro da sua vida.”

Link – Clique Aqui
(Ap. Rina)

#10AnosComJesus

No último sábado de 2004, eu estava a noite, em uma casa com uma galera de Deus e fiz uma oração consciente do compromisso e tímido em levantar minha mão: “Senhor Jesus, me perdoa por todos os meu pecados, escreve meu nome no livro da vida… ” daquele dia em diante… havia feito um compromisso e entregado minha vida pra Jesus.

Lembro, que um dia em casa sozinho, todos estavam viajando e eu, cheguei do trabalho, cansado e frustrado com muitas desilusões… naquele dia choreiii muito, de joelhos no sofá na minha sala… e falei de coração com Jesus. Naquele dia eu me entreguei por inteiro a Ele.

Como diz a canção – “eu agora (desde 2004) sou de Deus”
E que bom, te amo Jesus… obrigado por fazer minha vida ter sentido, fazer sentido, ter propósito… obrigado por tirar o vazio, os por ques inexplicaveis no mundo… a vida só faz sentido em Ti.

Neste ano, quero diversas vezes relembrar deste momento marcante, os 10 anos com Jesus.
E o primeiro marco será com esta canção.

“Eu já fui triste demais
Agora tenho paz
Paz em mim…”

“eu não ando mais em trevas
Já brilhou pra mim a luz
Confio só nesse nome, Jesus”

Minha vida é só cantando
O que devo mais fazer
Se liberto estou com Cristo
Eu sou, eu não ando mais em trevas
Já brilhou pra mim a luz
Confio só nesse nome, Jesus

Em minha vida, esperança
De um dia entrar no céu
E ele garante, assim
Eu já fui triste demais
Agora tenho paz
Paz em mim

Eu agora sou de Deus (3x)
E vivo só pra Deus (2x)

Todo homem é iludido
O inimigo o atrai
Oferece muitas coisa, sim cai
Jesus é a liberdade
Conquistou na dura cruz
Confio só nesse nome, Jesus

A última esperança pro Brasil é o Senhor
Entregue a ele teu sofrer, a solução vai te dar
Venha como estás, Jesus é a paz.

(letra da música Sou de Deus, Mattos Nascimento, via letras.mus.br)

O início de um novo ano

Ola pessoal,

Assim como nos últimos anos, pedi a Deus uma palavra para começar o ano de 2014 e poder orar com base nestes entendimentos. Assim, abaixo segue baseado em 4 livros da Biblia, o que tenho orado e buscado neste ano. Que Deus te abençõe e que você possa ter insights e entendimentos dados por Deus sobre o que deve colocar como meta para sua vida neste ano.

1) No livro de Num 13 – Eu quero pôr a mão na “massa” e dar passos de fé
mão na massa

E eles voltaram de espiar a terra, ao fim de quarenta dias.
E caminharam, e vieram a Moisés e a Arão, e a toda a congregação dos filhos de Israel no deserto de Parã, em Cades; e deram-lhes notícias, a eles, e a toda a congregação, e mostraram-lhes o fruto da terra.
E contaram-lhe, e disseram: Fomos à terra a que nos enviaste; e verdadeiramente mana leite e mel, e este é o seu fruto.
O povo, porém, que habita nessa terra é poderoso, e as cidades fortificadas e mui grandes; e também ali vimos os filhos de Anaque.
Os amalequitas habitam na terra do sul; e os heteus, e os jebuseus, e os amorreus habitam na montanha; e os cananeus habitam junto do mar, e pela margem do Jordão.
Então Calebe fez calar o povo perante Moisés, e disse: Certamente subiremos e a possuiremos em herança; porque seguramente prevaleceremos contra ela. (Números 13:25-30)

Sempre temos uma escolha. Podemos olhar para um ano como este de 2014, e como a maioria, ver mais problemas do que oportunidades de novos momentos bons. Na história lida 10 pessoas, relataram os seus medos, dúvidas, receios… relataram que haviam gigantes, povos que deveriam ser combatidos para se chegar na terra que Deus lhes dera. Mas no v1 e v2 vemos, claramento Deus dizendo a Moisés para enviá-los para uma terra que Deus lhes daria…

“E falou o SENHOR a Moisés, dizendo: Envia homens que espiem a terra de Canaã, que eu hei de dar aos filhos de Israel”

Será que realmente era para o povo não ir para aquela terra ? Nâo…
Ouvi do Pr René Kivitz, que este povo, podia estar tão acostumados a viver com os milagres de Deus, vivendo no deserto, e tendo pouco esforço para receber estes milagres de pão, alimentação, água, o cuidado com roupa, protegendo do sol, a noite… e de tão acostumado e acomodado o povo não queria ir para uma terra que de tão boa… se teria que plantar, regar, cuidar de tudo para dar mais frutos e para viver. Eles queriam facilidades, uma vida com Deus fácil.
MAS DEUS QUERIA QUE ELES FOSSEM PARA A TERRA QUE MANAM LEITE E MEL… TERRA DE GRANDES FRUTOS E MUITO BONS FRUTOS.

Somente 2 homens estavam dispostos a correr risco de vida, de morrer… para viver a vontade de Deus.
os 10 viram os frutos e como a terra era do jeito que Deus disse, mas tiveram medo do povo de lá, estava acomodados, com preguiça… vivendo a base de milagres parados… sem esforço deles… pra que trocar o certo pelo duvidoso… preferiram uma caminhada sem fé… para viver de acordo com o que os olhos viam.

1A) Neste Ano de 2014 quero dispor meu coração para não aceitar a acomodação e pôr a mão na massa. Para isso terei que propor novas ações, novas atitudes a mim mesmo… vou ter que criar coisas novas para chegar em um novo lugar.

Se ficar esperando corro risco de não agindo pela fé, não entrar em lugares que Deus quer me enviar.
1B) Por isso Eu quero pôr a mão na “massa” e dar passos de fé
.

2) No livro de Jeremias 2:13 e 18 – Eu quero saciar meus anseios nas águas de Deus
aguas vivas
Porque o meu povo fez duas maldades: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas, que não retêm águas. Agora, por que você vai ao Egito para beber água do Nilo? E por que vai à Assíria para beber água do Eufrates? (Jeremias 2:13;18)

É possível alguém esquecer o sabor de algo muito bom que um dia comeu, mas já faz muito tempo que não come ???
Sim, é possível. Mas ela pode não buscar nunca mais comer esta comida, porque se esqueceu o quanto é bom o sabor dela…

Talvez isso também aconteça em relação a Deus… quando ficamos tanto tempo sem querê-Lo, quando ficamos tanto tempo sem buscá-Lo, quando até nos esquecemos como é tão bomm estar perto de Deus, falar com Ele em orações, buscar com lágrimas e em arrependimentos… Quando nos distanciamos é tudo tão frio, e tão racional.. .que mesmo tentando lembrar não é tão atraente.

No texto acima, Deus está inconformado como seu povo pode procurar saciar-se em outras águas que não as dEle. Como o povo pode tentar criar uma outra fonte ou ir em outros povos, buscar água para saciar sua sede.

Essa água para nós são tantas busca de nossa alma, que tentamos saciá-la, acalmá-la, tranquilizá-la de tantas outras formas.. no dia a dia, com passatempos, pequenos estímulos em filmes de comédia, ou romântico, ou em alimentos… atividades esportivas e aventuras… tudo isso é bom e podemos fazer. Mas se sempre recorrermos isso para saciar a sede de nossa alma, sempre acordaremos no dia seguinte com sede de novo…

Em Deus, e somente nEle, saciamos nossa sede e de nós ainda jorra sua água para outros também se saciarem em Deus. 2a) Quero buscar em Deus saciar as sedes da minha alma e adorar Deus…. engrandecer o nome de Jesus… dizer de várias formas que eu O amo.

2b) Crie em 2014 novas metas para se aproximar de Deus.
Talvez pelo menos uma vez por mês você terá que para em Jejum e Oração para buscar Jesus. E como é bom buscá-Lo de todo o nosso coração. Se afaste do mal e da forma de mal… Das fragilidades do seu coração em relação ao pecado… Se fortaleça em Deus e creia… que Ele quer que você transborde de suas águas.

3) Salmo 16 – É Deus que garante o nosso futuro, nos protege e nos aconselha a cada dia.
Durante o ano, passamos por provações de fé, de momentos que nos questionam se realmente acreditamos que poderemos viver muitos dos anseios do coração de Deus para nós e de sonhos que tivemos. Nestes momentos, temos que responder e a melhor forma que é lutando e afirmando com fé… para isso, o salmista nos ensina sua oração, para que a cada dia tumultuado que coloque em cheque o dia seguinte, 3a) você repita em ALTA VOZ E COM CONFIANÇA E FÉ… “É Deus que garante meu futuro” (Verso 5b).

E quando tiver que tomar decisões, estiver pensando em o que deve ser feito ou em possibilidades para você e sua família, leve a sério que “Bendirei o Senhor, que me aconselha; na escura noite o meu coração me ensina!” (Salmos 16:7) E com base nos conselhos desse grande Deus, vamos seguir. Peça direção e faça segundo entendeu de Deus.

E quando se sentir ameaçado, confrontado ou com medo… afirme de verdade e de coração: 4) “Protege-me, ó Deus, pois em ti me refugio” (Salmos 16:1), e Deus será seu protetor e não deixará que o mal encoste em Ti… Ele cuidará para que você viva dos seus bons planos. Nâo se vingue e não tema homens, desde que de verdade creia neste Deus Pai, em Jesus e no Espírito Santo sempre presente.

Se estivermos buscando a Deus em tudo, priorizando Ele, sabendo agir, dar passos de fé para ver Deus fazer sua parte… sim, mesmo antes de ter alguns sonhos realizados, alguns anseios saciados, mesmo antes de viver algumas benção de Deus… 5) inevitavelmente “meu coração se alegra e no íntimo exulto;…” (Salmos 16:9)

Alegre-se em Deus. Sempre… uma frase que li no face um colega meu, dizia que “Deus é bom o tempo todo, mas as vezes Ele exagera… “. Sim, e pensar nisto que é verdade me alegra muitoo… mesmo antes de qualquer acontecimento bom para minha vida. A bondade de Deus e o Seu amor por mim já me alegra.

Salmo 16
Nas mãos de Deus está o meu futuro, Ele garante…
E confio na proteção de Deus…

6) No livro de Efésio 2 e 3
Ousadia para Amar de Verdade e mergulhar neste amor de Cristo.

Como é bom quando uma pessoa encontra Jesus e pode sentir Jesus perdoá-Lo, regenerá-lo e lhe dar uma nova vida… tudo que esta pessoa pensava anteriormente, já não faz sentido. E acredito que isto porque o amor de Deus excede todo entendimento humano…
amar o próximo

E conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus.(Efésios 3:19)

6a) Baseado neste amor, quero criar alvos e novas atitudes neste ano. Como foi bom pra mim ter encontrado Cristo… como Ele me amou… e como ainda anseio receber mais desse amor. Conhecer mais esse amor.

Mas se “… (estando) mortos em suas transgressões e pecados, nos quais costumavam viver, quando seguiam a presente ordem deste mundo e o príncipe do poder do ar, o espírito que agora está atuando nos que vivem na desobediência.
Anteriormente, todos nós também vivíamos entre eles, satisfazendo as vontades da nossa carne, seguindo os seus desejos e pensamentos. Como os outros, éramos por natureza merecedores da ira. Todavia, Deus, que é rico em misericórdia, pelo grande amor com que nos amou, deu-nos vida juntamente com Cristo, quando ainda estávamos mortos em transgressões — pela graça vocês são salvos.” (Efésios 2:1-5)

Se Jesus me amou tanto assim… E se fez isto por meio de outros… e hoje posso conhecê-Lo. Também quero ser canal pra levar desse amor. Para transmitir e afirmar sem titubear e nem duvidar… JESUS TE AMA. 6b) Quero procurar em novas ações, inclusive planejadas, reencontrar amigos que sei que ainda não O conhecem somente para dizer… Que Jesus o ama muitoo… e convidá-lo para conhecer.

6c) Sei que não será fácil. Sei e com temor, que há alvos altos… Mas entendendo que são nobres e agradam a Deus. E, por isso, tenho orado por um ano diferente, por um ano novo… Falo pra Deus que sei que não será fácil, mas quero mudar, peço ajuda dEle para isso… eu creio que terei um ano diferente… e muito.

Estava conversando no fim de 2013 com algumas colegas e entendemos juntos que precisamos ser mais ousados.
6d) Termos atitudes de fé, com ousadia, para mostrar desse amor de Deus. fizemos um breve compromisso que essa seria uma de nossas metas para 2014 – ousadia para amar de verdade as pessoas.

Por que continuar, para que pôr a mão na “massa” e buscar o lugar que Deus nos deu, mesmo que com lutas para conquistá-Lo.

7) Por que não desistir ? Por causa de Jesus.
amor de Jesus

7a) Porque Jesus um dia me amou e não desistiu de mim. Porque se Ele não desistiu e fui perdoado, achado por Ele, curado… porque não posso ajudar alguém que já desistiu de si a encontrar tão grande amor de Deus ?

O amor de Jesus é o motivo e o combustível para viver o ano de 2014.
Em Cristo
Na graça e poder de Deus

Que Deus te ajude a viver este ano bem pertinho de Jesus.
grande abraço

Na última tarde de 2013

Em casa, numa tarde calorosa, com a janela aberta e vento vindo pra refrescar… ao som dos Os Arrais… e após uma manhã intensa, alegre, inesperada e extremamente boa e agradável com tudo que fiz e conheci… resolvi parar e olhar para 2013 e agradecer a Deus:

#1 Pela minha família e orei MTOO por eles.
Pelo cuidado, amor, preocupação e compartilhar de família que tenho com eles. Pelas risadas, trabalho e descanso…
Nos momentos difíceis poder ajudar… e ser ajudado.

E orei acreditando sempre que o amor de Deus excede tudo que pensamos, imaginamos, vivemos e temos na memória, todas as lembranças… o menor contato de Deus conosco que nos faça sentir esse GDE AMOR de Jesus… esse amor cobree e excede todo entendimento que tímhamos sobre Ele;
“E conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, …” (Efésios 3:19)

#2 A Deus por me Amar tanto
O ano não foi fácil, quase não terminei, mudei, parei… mas no quase Ele se aproximou mais para falar comigo, pra me empurrar pra atravessar a rua da dúvida e do parar.Senti a mão de Jesus e ouvi sua voz. O seu nome é mais forte e clara a majestade e magnitude de sua autoridade. Terminei o ano com adoração a Ele em meu coração… não sei explicar, só sei que queria adorá-lO.”A Ele toda honra, toda glória e todo o louvor… ” – imagine você adorando Jesus e os anjos se colocando ao seu lado para adorá-Lo junto… se hoje você não vê, um dia você verá;

É como se experimentar esse amor, a sua presença, cobrisse tudo que a consciência trazia de peso, de falta de paz, de “traumas”…

E todos os anjos estavam ao redor do trono, … e prostraram-se diante do trono sobre seus rostos, e adoraram a Deus, Apocalipse 7:11

#3 Por ainda contar comigo e de forma nova deixar eu falar do quanto Ele nos ama
Agradeço porque pude participar, com um detalhe, percebi Deus guiando e dirigindo para falar o quanto Jesus ama as pessoas. E acredito como isso aconteceu em 2013, se repete para alguns lendo esse post, você precisava ler que Jesus ama você… e muitoo… é por isso que você tá lendo. Ele está mais perto de você do que você pensa.

#4 Pelas enormes GARGALHADAS
Porque independente dos “não” conquistados, ou ainda das coisas não vividas… a toda hora, todo momento, temos pessoas em nossa volta que merecem nossa atenção e nossa preocupação e atenção. E podemos desfrutar o máximo de cada momento. Lembro de um almoço com o pessoal do trabalho que inesperadamente (essas são as melhores), algo ficou muito engraçado e rimos muitooo… de gargalhar… e como é bom. Também com os jovens da célula na igreja, quantas vezes rimos muitoo… a cada sábado… momentos juntos saindo… é muito bom estar com pessoas que nos querem bem e gostam de estar conosco… pessoas que se sentem bemm tanto que rimos juntos.

#5 Pelo cuidado e provisão
Nos ficamos ansiosos por querer logo crescer, assumir novos desafios. Mas a confiança em Deus nos mostra seu cuidado e provisão. E pude neste ano ver que Deus antevê o que virá, e sabe o que será bom para cada um. No meu caso, não foi quando eu quis e nem quando achei que era bom, mas quando Ele sabia que era a hora (eu sempre orei para ser assim, a cada oportunidade “que dê certo somente se for de sua vontade”) todas as coisas aconteceram naturalmente. E ainda pude perceber como gosto de trabalhar onde trabalho. O grande aprendizado é que no início de 2013 falei pra Deus que pararia de me preocupar… pra que… e quando fiz isso, Ele no momento certo mesmo gente, providenciou uma nova estrada e um novo desafio.

#6 Pelas amizades e novas, pessoas que conheci e lugares que visitei
Como é bom conhecer novas pessoas e que se tornam próximas. ver face a face, ouvir a voz e o sotaque. É muito melhor estar pessoalmente sem abrir mão dos contatos tecnológicos hehe… Pessoas que eram amigos de internet e se tornaram reais. Outros que a partir de livros se tornaram amigos, de conversas, de sair pra alguns lugares em comum… pessoas que se tornam próximas… que acabo me preocupando e orando… alguns me inspiram e até escrevo txts e poesias pela a vida deles (muitos nem sabem rsrs). Alguns as vezes nem fazem o que você espera, você se frustra, mas entende e respeita… porque não somos donos das pessoas. Outros te surpreendem.

Como é bom alimentar as amizades verdadeiras, de amigos que já andar a mais de 10 anos juntos. Agradeço muito por essas pessoas que conheci e pelas minhas verdadeiras amizades. Amigos de almoçar, ficar no sofá a tarde toda, com sua família… amigos de ficar até meia noite, num jantar de agradecimento a Deus pelo trabalho no reino. Por confraternizações com pessoas no trabalho, brincadeiras, muito mais que negócios… agradeço por tantos lugares novos que conheci… e olha, to gostando disto hehe. pela experiência de falar e tentar passar coisas novas pra pessoas que nunca vi.

#7 Pelos livros que li e chegaram e minha mão
Sempre tenho metas grandes para leituras. Mas esse ano fiquei muito contente. E como gosto de ler e “degustar” os livros, imaginando, meditando e orando sobre entendimentos… este ano li “Este mundo tenebroso I e II” e agradeço muito a pessoa que levou este livro as minhas mãos. A realidade demonstrada no livro sobre as pessoas, os anjos e de Deus… tudo muito dentro do que a Bíblia fala de cada um… uma história incrível. Termino o ano lendo a história da Marina Silva e me surpreendo com a humildade e temor de Deus desta mulher – um exemplo.

#8 Pela Comunidade, Família, igreja que buscamos Jesus juntos
Agradeço a Deus pela vida de cada um deles. Do Pastor amigo e sua família, como irmãos e amigos que tenho ali. A Igreja E. L. Betel é um lugar que Deus me levou para conhecer do seu amor. Lá tem muito do amor dEle pra isso… Agradeço demaiss a Deus por ter me levado lá. É muito bomm ter cada um dos jovens, dos mais novos que me surpreendo pela perseverança, fé… em autenticidade… apesar de literalmente chorar por eles algumas vezes… é muitoo bomm andar e buscar Jesus com essa galera jovem, em sua maioria já com alimento básico… e pronto pra muito mais de Deus. Também cada ministérios, crianças, louvor… cada pessoa. Os eventos que nos envolvemos e a diligência e excelência que buscamos… o empenho. Sei e creio que o Senhor nos guiará para aplicarmos tudo que tem nos dado de forma intensa e para Ti. Que Jesus nos ajude nisso cada vez mais.

#9 Pelas dificuldades e crescimento
Foram várias pedras, rios que tive que enfrentar de frente… Mas a cada desafio que tinha que parar, e ficar por horas e horas, pensando, orando, buscando a Deus… me vi crescendo um pouco mais. Cada coisa que fiz com medo, com um “será”… vi um novo Thiago sendo descoberto. Tem muito mais… pelas novas oportunidades no trabalho, grandes desafios… pelas viagens e amadurecimento. Pela maior responsabilidade e confiança. Mas tudo isso é para mim crescimento. E agradeço a Deus por mais um passo e por tudo que tem por vir adiante.

Não estamos sozinhos III – Livro: Este Mundo Tenebroso

este mundo tenebroso II

Er… De qualquer forma, gostaria de me encontrar com o Senhor hoje e discutir a minha vida. Também o possível papel que o Senhor poderia querer desempenhar nela. Desde já, obrigada por seu tempo e atenção.

Olhou fixo para as anotações. Avançara um pouco. Acreditando ter prendido a atenção de Deus, passaria agora para o próximo item.

– Para revisar rapidamente tudo o que culminou com esta reunião, creio que o Senhor se lembra do nosso último encontro, há aproximadamente trinta anos, na… Igreja Batista de Monte Sião, em Ireka, Califórnia. Quero que o Senhor saiba que eu gostava de verdade das horas que passávamos juntos naquela época. Sei que fiquei muito tempo sem falar nada a esse respeito e peço desculpas. Foram horas preciosas, hoje são minhas recordações favoritas. Alegro-me em têlas.

– Suponho que o Senhor esteja querendo saber o que aconteceu e porque rompi nosso relacionamento. Bem, não me lembro do que aconteceu exatamente. Sei que os tribunais me devolveram à minha mãe, que não estava disposta a me levar à escola dominical, como fazia tia Bárbara. Fui morar em um lar temporário e depois… Fosse qual fosse o caso, nosso tempo juntos foi interrompido, e isso é tudo… Quer dizer, acho que são águas passadas…

Calou-se. Estaria algum tipo de despertar ocorrendo dentro de si? Deus a ouvia. Sentia isso; de algum modo, sabia. Que coisa mais estranha. E nova.

– Bem… – Agora ela perdera o fio da meada. – Tenho a impressão de sentir que o Senhor está me ouvindo, por isso, quero lhe agradecer. – Conseguir retomar os pensamentos. – Ó, de qualquer forma, acho que fui uma jovem muito cheia de raiva; talvez O tenha culpado por minhas tristezas, mas… Acabei resolvendo que podia cuidar de mim mesma e foi o que fiz a maior parte da vida. Estou certa de que o Senhor conhece a história; tentei o ateísmo, depois o humanismo com forte dose de evolução incluída, o que me deixou vazia e tirou todo o sentido da minha vida. Então, depois, experimentei o humanismo combinado com o misticismo cósmico e eles serviram para criar muitos anos de ilusões e tormentos em vão. Para falar a verdade, criaram também o apuro em que estou metida no momento, incluindo o fato de ter sido condenada como criminosa. O Senhor sabe tudo a respeito disso.

Muito bem, Sally, e agora, para onde pretende ir ? É melhor tratar logo do que realmente importa.

– Bem, seja como for, na verdade estou tentando dizer que Bernice, lá de Ashton, tem razão. Pelo menos no que diz respeito a Sally Roe. Tenho um problema mora.. Li um pouco a Bíblia. Er… é um bom livro… um belo trabalho…. Fez que eu percebesse que o Senhor é um Deus de moral, de ética, de absolutos. Acho que “santo” quer dizer isso. Na verdade, fico satisfeita, porque só assim conseguimos saber onde estão nossos limites, qual é a nossa posição…

– Estou enrolando, sei disso.

Sally parou para pensar. Como dizê-Lo? O que exatamente queria de Deus ?

Acho… – Ah, a emoção. Talvez por isso não consigo chegar ao que preciso dizer. – Acho que tenho de lhe perguntar a respeito do seu amor. Sei que ele existe; a senhora Gunderson sempre falava a respeito, e também minha tia Bárbara, e agora tive um curto vislumbre dele outra vez, em minhas conversas com Bernice o pastor Hank, o encanador. Preciso saber se o Senhor…

Calou-se outra vez. Lágrimas se formavam no canto de seus olhos. Enxugou-as e respirou fundo várias vezes. Devia ser uma experiência concreta, não emocional ou subjetiva, da qual pudesse duvidar mais tarde.

– Desculpe. É difícil pra mim. São muitos anos envolvidos, fico emocionada demais. – Respirou fundo outra vez. – De qualquer forma, eu tentava dizer que… Eu gostaria muito que o Senhor me aceitasse. – Parou e deixou que o aperto na garganta melhorasse. – Porque disseram que o Senhor me ama, e que arranjou para que todos os meus erros, minhas transgressões morais, fossem pagos e perdoados. Afinal entendi que Jesus morreu para pagar minha culpa, para satisfazer a sua santa justiça. Eu… agradeço por isso. Muito obrigada por esse tipo de amor.

– Mas eu… quero estabelecer um relacionamento com o Senhor. De algum jeito. Eu o ofendi e o ignorei, e tentei ser meu próprio deus, sem importar o quanto isso lhe parecesse estranho. Servi a outros espíritos e matei minha própria filha. Trabalhei com afinco para desviar muita gente…

As lágrimas retornavam. Ora, que coisa. Considerando o assunto da conversa, algumas lágrimas não seriam impróprias.

– Mas se o Senhor me quiser… Se me aceitar, estarei mais que disposta a lhe entregar tudo o que sou, e tudo o que tenho, valha o quanto valer.

– Palavras de trinta anos antes retornaram-lhe à cabeça. Elas traduziam com perfeição seus sentimentos: – Jesus….

Foi incapaz de conter as emoções desta vez. O rosto corou, os olhos se encheram de lágrimas e ela sentiu medo de continuar.

Mas o fez, embora lhe faltasse a voz, apesar do rosto molhado, sentindo o corpo que começara a tremer.

– Jesus… quero que o Senhor entre em meu coração. Quero que o Senhor me perdõe. Por favor, me perdõe.

Chorava agora a ponto de não conseguir parar mais. Precisava sair daquele lugar. Não podia permitir que a vissem daquele jeito.

Passou a mão na mochila e correu para longe do laguinho. Abandonou a calçada, enveredando pelo meio das árvores próximas. Sob o abrigo das folhas novas e primaveris, encontrou uma pequena clareira e caiu de joelhos no chão fresco e seco. Com a nova liberdade que esse esconderijo proporcionava, o coração de pedra transformou-se em coração de carne, seus mais profundos clamores se transformaram em fonte e ela e o Senhor Deus começaram a falar acerca de várias coisas enquanto o minutos passavam suaves e despercebidos, e o mundo me redor perdia a importância.

 

Acima, como se outro sol acabasse de nascer, as trevas se abriram e raios puros e brancos, atravessaram as copas das árvores, inundando Sally Beth Roe com uma luz celestial, brilhando através do seu coração, seu espírito mais íntimo, obscurecendo-lhe o vulto com um fogo ofuscante de santidade. Devagar, sem sentir, sem emitir qualquer som, ela se acomodou inclinada para a frente, o rosto em terra, o espírito transbordando com a presença de Deus.

Em toda a sua volta, como raios de uma roda assombrosa, como feixes de luz emanando de um sol, lâminas angelicais descansavam no chão, as pontas voltadas na direção dela, os cabos estendidos para fora, seguros nos punhos fortes de centenas de nobres guerreiros que se ajoelhavam dentro de círculos perfeitos e concêntricos de glória, luz e adoração a Deus, cabeças no chão, asas entendidas na direção do céu como um jardim fluorescente e animado de chamas. Mantinham-se em silêncio, os corações cheio de santo temor.

Como em inúmeras vezes no passado, em incontáveis lugares, com assombro maravilhoso, inescrutável, o Cordeiro de Deus estava no meio deles, o Verbo de Deus, e mais: a Palavra final, o fim de toas as discussões e desafio, o Criador e a Verdade que sustenta toda a criação. Mais maravilhoso que tudo ainda, mais inescrutável, o Salvador, um título que os anjos sempre contemplariam e do qual sempre se maravilhariam, mas que só a humanidade podia conhecer e compreender.

Viera ser o salvador daquela mulher. Ele a conhecia pelo nome e, pronunciando-o, tocou-a.

Na mesma hora os pecados dela desapareceram.

Um barulho farfalhar começou na primeira fileira de anjos, passou para a seguinte e assim por diante, feito uma onda arrementendo para fora, as asas sedosas de fileira em fileira de guerreiros arrepanhando o ar, elevando um bramido e erguendo os anjos sobre seus pés. Os guerreiros seguraram as espadas na direção dos céus, uma floresta de lâminas chamejantes, e puseram-se a bradar em júbilo tumultuado, as vozes ribombando e sacudindo todo o reino espiritual.

Guilo, brilhantemente glorificado como jamais fora, tomou seu lugar acima de todos os demais e brandiu a espada ao redor, descrevendo arcos chamejantes, enquanto bradava:

– DIGNO É O CORDEIRO!

– DIGNO É O CORDEIRO!- Trovejaram os guerreiros.

– DIGNO É O CORDEIRO! – bradou Guilo mais alto ainda.

– DIGNO É O CORDEIRO! – responderam todos.

– Que foi morto!

– Que foi morto!

Guilo apontou a espada para Sally Roe, prostrada, o rosto no chão, ainda em comunhão com seu recém-descoberto salvador.

– E com seu sangue comprou para Deus a mulher, Sally Beth Roe!

As espadas ondularam e sua luz trespassou as trevas, assim como o relâmpago atravessa a noite.

– Ele comprou Sally Beth Roe.

– Digno é o cordeiro que foi morto – principiou Guilo, e todos juntos entoaram essas palavras com vozes que sacudiram a Terra – de receber poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor!

De repente ouviu-se outro rugido de vozes e de asas, e outro relampejar de centenas de espadas. AS asas se firmaram e os céus se encheram de guerreiros rodopiando, gritando, aclamando, adorando, sua luz inundando a Terra por quilômetros em derredor.

Longe dali, alguns dos demônios do Destruidor cobriram os olhos contra a luz ofuscante.

– Ó não! – disse um deles. – Outra alma redimida!

– Um de nossos prisioneiros liberto! – Lamentou outro.

 

Nota:

A incrível descrição do encontro de Sally Beth Roe com Jesus Cristo. E tudo que pode acontecer com os anjos durante tudo isto. Esta é uma parte do livro – Este Mundo Tenebroso II (Frank Peretti), pg.399 a 403

Não estamos sozinhos II

este mundo tenebroso IIEla estava prestes a responder, prestes a dizer que eles matariam de qualquer forma, quando foi impedida por algo que lhe aconteceu com os olhos. Foi como se os abrisse pela primeira vez, como se uma cortina escura fosse puxada de lado. Talvez, a dor lhe estivesse provocando alucinações.

Conseguia ver agora os espíritos por trás daqueles homens. Eram umas coisas enormes, verrugosas, feias, observado-as com fúria e ódio assassino.

Em todas as suas experiências ocultistas, jamais os enxergara com tanta nitidez, nunca discernira tanto mal e ódio.

Mas viu também que esse ódio não lhe era dirigido, mas sim ao Salvador que trazia dentro de si.

E então ela soube. Simplesmente soube. E falou – se em voz alta no mundo presente ou se em espírito em outra dimensão, não saberia dizer.

– Vocês estavam lá! Todos vocês estiveram lá! Fizeram o pior que podem com Ele… Vocês O mataram!

Aquilo pertubou os espíritos. Eles se entreolharam, a indignidade e o ultraje enrugando-lhes as caras.

– E Ele os derrotou ao morrer! Ele venceu! – O brutamontes que pairava no alto arreganhou os dentes e rugiu maldições ininteligíveis contra ela, as asas inflando. Sally olhou bem dentro dos ardentes olhos amarelos e, para grande surpresa sua, reconheceu o medo. Em espírito, ela riu. – Façam o que fizerem comigo, eu já venci! – exclamou.

Nota:

Trecho extraído do livro “Este Mundo Tenebroso” (Frank Peretti – pg 479). Super indico a leitura do I e II e o mergulho nas realidades dos anjos enquanto vivemos os nossos dias na nossa realidade e vendo Deus direcionando seu propósito em nossas vidas.

Não estamos sozinhos

Tal, Natã e Armoth se posicionaram do lado de fora, vendo-o partir.

– Está se espalhando – disse Natã. – Primeiro na escola, agora na igreja. Eles se atracam a toda hora.

Tal pendeu para trás e reclinou-se contra o prédio da escola.

– Destruidor! Se não houver mudança de direção, os santos aqui não terão uma escola para defender.

– E nós não teremos o amparo da oração para sermos bem-sucedidos

 

Mas e os espíritos responsáveis por isso ?- Armoth quis saber. – Com certeza, podemos exterminá-los!

NÃO – disse Tal, parecendo bastante zangado e frustrado. – Eles têm o direito de estar lá. Foram convidados. Os santos se entregaram à briga e enquanto não se quebrantarem, enquanto não se arrependerem, esse câncer de maneira nenhuma diminuirá a velocidade com que se espalha.

– E então. o que acontecerá agora ? – perguntou Natã.

– Mota e Signa trabalham para encontrar uma brecha nas fileiras do inimigo, algum ponto fraco no plano de Destruidor que possamos expor a fim de que os santos o vejam. Enquanto isso, tudo o que podemos fazer é manter o núcleo orando, lutando. O senhor se moverá segundo os seus propósitos. “

 

Nota:

Esta é uma passagem da conversa entre os anjos: Tal, Armoth, Natã, Sgina e Mota; no livro “Este Mundo Tenebroso II – Frank Peretti, pg 211″. Uma excelente leitura que a todo momento nos leva a pensar a realidade espiritual, dos anjos de Deus e dos espíritos/anjos maus que se rebelaram nos céus contra Deus (demônios) mas estão tentando destruir os belos e bons propósitos de Deus em nossas vidas.