Saiba mais

Este foi o post escrito assim que surgiu o blog. Logo mais abaixo explicarei a sensação vivida naquele dia.

Ainda assim eu vou escrever

É sempre de noite

E nem sempre há estrelas brilhando no céu

Nem sempre eu as vejo por lá

Pode minha face sentir o frio do ar

Pode estar agradável como o final de um dia de verão

Não muda…

Não é o contexto do ambiente

Mas a rotina do dia

A somatória dos últimos dias

As expectativas das próximas semanas

As obrigações e as preocupações

Aquilo que me pede atenção

E na vontade de fazer o que é prioridade

Acabo vencido por mim mesmo

Pela responsabilidade e o compromisso que assumi…

Assim chego mais uma vez em casa

Onde há o silêncio de muitos que já terminaram suas jornadas

É o fim destas 24 horas

Falta pouco para uma nova história

Mas ainda não fiz o que queria

Ainda sinto forte a dor pelas horas “vividas”

Por esse dia que sugou todo o meu tempo

Sobrou sentimentos, desejos e um forte cansaço!

Aaaaah! Jesus. como queria escrever…

Como queria fazer minha comunicação

Mas ainda vou comer e quando vejo… não vejo mais!

São dias totais. Parecem animais, mas são normais.

As vezes torço por isso…

Quando as lutas acabam com tudo

Chegando ao ponto de ser maior que a rotina

Maior que a questão do tempo que foi dita

Quando não aparece um sorriso exposto no rosto

Quando a alegria parece que foi pra China

Ao chegar ao ponto de não conseguir nem falar

Uma, porque cansado não dá…

Ele sempre vence as conversas com Deus nestas horas.

Outra, porque escolho assim

Prefiro dormir… aceito este “fim” ou melhor…

Este novo começo

Dormir tem se tornado querer um novo dia…

Dormir tem sido fácil pois estou cansado, praticamente acabado…

Dormir tem sido uma prova de fé

Por crer que Deus é fiel

Pois suas misericórdias se renovam a cada manhã

“Graças ao grande amor do Senhor

é que não somos consumidos,

pois as suas misericórdias são inesgotáveis.

Renovam-se a cada manhã; (..)” (JEREMIAS 3:22,23)

Explicação:
Com este post iniciei o blog. Ele nasceu com um desejo enorme de me expressar.
No tempo, estava atarefado na faculdade, trabalhando o dia inteiro…
E chegava a noite em casa com desejo de ler, orar, mas muitas vezes não conseguia.
Também sentia um desejo grande de expressar o que sentia, um grito contido…
Nom meio a estes sentimentos surgiu um compromisso comigo mesmo: Ainda assim eu vou escrever.

E, desde então, é isso que tenho feito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s